Sindilojas Regional Bento busca flexibilização dos provadores no estabelecimentos comerciais

Entidade atua com a Fecomércio-RS para conseguir junto ao Governo do Estado protocolos que permitam o uso de provadores nos estabelecimentos comerciais

Apesar da reabertura do comércio de Bento Gonçalves no dia 16 de abril, alguns segmentos do varejo enfrentam sérias dificuldades para vender devido a proibição do uso de provadores, afetando, principalmente, empresas do vestuário e de calçados. Os lojistas alegam que não tem como vender sem que haja a prova da peça. Diante disso, o Sindilojas Regional Bento, juntamente com a Fecomércio-RS, vem atuando junto ao Governo do Estado para a flexibilização do uso dos provadores.

“Nossa expectativa é que até segunda, 4 de maio, o governador Eduardo Leite apresente um novo decreto com protocolos para a higienização das superfícies e uso de Equipamentos de Proteção Individual”, destaca o presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio. O pedido foi reforçado pelo presidente da Federação, Luiz Carlos Bohn, na reunião do Comitê de Crise realizada hoje.

O que se sabe é que a flexibilização deverá respeitar a relação entre a demanda e a capacidade de leitos de cada lugar. O confronto destes dois fatores é que vai nortear a decisão, dependendo de como o vírus está evoluindo e afetando os grupos de risco em cada região. Por isso, os cuidados com higiene e uso de EPIs é extremamente importante. “Não podemos relaxar. Cada detalhe deve ser seguido à risca”, frisa Amadio.

A flexibilização pode evoluir ou regredir, dependendo da situação.

Fonte: Conceitocom Brasil

Foto: Comércio/Arquivo Difusora