Sindicato Médico do RS lança campanha de valorização aos médicos do IPE Saúde

Na última sexta-feira, dia 27, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) inicia nova ação de alerta sobre os recorrentes problemas no IPE Saúde e lança a campanha de valorização aos médicos credenciados daquela instituição.

Alertar a população, autoridades e gestores sobre a situação que afeta a assistência à saúde de quase 1 milhão de usuários é objetivo do sindicato. 

Os médicos credenciados do IPE Saúde trabalham há 11 anos sem reajuste nos honorários pelos procedimentos hospitalares e, ainda, sem previsibilidade no cronograma de pagamento.

O Simers tem tentado diálogo com a instituição, juntamente com outras entidades médicas, há quase 4 anos, buscando reverter o descaso do IPE com os médicos credenciados. “Infelizmente não existe proposta concreta ou encaminhamentos efetivos do IPE para soluções”, explica o presidente do Simers, Marcos Rovinski, que lamenta “a falta de consideração com esses médicos que ainda mantêm suas atividades,  sem a valorização merecida”. O Simers e demais entidades ofereceram várias propostas para reajuste dos valores, nenhuma sendo acolhida pelo IPE-Saúde. 

O Simers alerta sobre os prejuízos aos usuários do IPE. A negligência dos gestores do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado, pode levar, e já está provocando, à desassistência. Médicos de várias especialidades, como cirurgiões vasculares, anestesistas, cirurgiões torácicos, hemodinamicistas, e outros, já não estão prestando atendimento ao IPE. O Simers espera urgentemente que o Estado assuma sua responsabilidade e valorize os profissionais, mantendo a disposição para o diálogo construtivo, que traga luzes para essa situação que é prejudicial ao funcionalismo público e aos médicos credenciados.

Fonte: SIMERS