Saúde mental: Bento tem semana repleta de atividades online com debates sobre o tema

Na última terça-feira, 18, foi lembrado no Brasil o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. A data é em homenagem à luta dos profissionais da saúde por um tratamento mais humano às pessoas que necessitam do sistema de saúde mental. Pensando na importância da data, a Secretaria de Saúde de Bento Gonçalves está promovendo uma série de atividades online com profissionais da área da saúde e estudiosos do tema.

O Coordenador de Saúde Mental do município, Maurice Bouwary reforça sobre a importância das ações realizadas pelo município. “A pandemia apenas escancarou o estado de adoecimento psíquico que a sociedade vivia. A nossa rede de atenção e cuidados da saúde mental que é representada por nossos trabalhadores da saúde tem buscado com todas as suas forças cuidar da melhor forma possível de nossos munícipes. Eu não tenho dúvida nenhuma que todas as pessoas estão sentindo-se abraçadas pelos nossos trabalhadores”.

Bouwary que há alguns anos têm desempenhado um importante papel à frente da coordenação de saúde mental comenta também sobre o processo histórico de desconstrução dos manicômios. “Falar da desconstrução dos manicômios, em outras palavras, é falar de uma espécie de desconstitucionalização. E desconstruindo os manicômios, novas possibilidades de instituições nasceram provavelmente as mais conhecidas são os Caps, nas suas várias vertentes. Nós aproveitamos nesse mês com esses encontros, eventos e lives para expressar publicamente os processos de trabalho que tem sido feito aqui na cidade e que tem alcançado a vida de muitas pessoas que sofrem e tem sofrido com o grande agravo de suas condições psíquicas”.

Bento Gonçalves conta com o Caps adulto, Caps 2, Caps infantil, infanto juvenil, e o Caps AD, que é voltado para questões relacionadas ao álcool e drogas.

As atividades do dia 18

O primeiro dia do evento foi marcado pelo debate sobre Redução de danos em drogas lícitas e ilícitas, e outras situações de vida do processo saúde-doença. Um dos participantes deste dia foi o Psicólogo, Psicanalista e Redutor de Danos, Daniel Araújo dos Santos.

“Pensar na redução de danos é pensar no cuidado, onde o foco não está nos sistema ou problema, e sim no sujeito, de acordo com as suas necessidades, possibilidades e desejo. Pensar na redução de danos é ampliar o cuidado. O evento que foi feito pelo município marcando um período de luta antimanicomial é de suma importância. Mesmo sendo online ele quebra com o nosso isolamento, sendo que o isolamento é algo que é produtor de sofrimento psíquico”.

As atividades do dia 19

Na quarta-feira, 19, o escritor Roque Júnior participou da live 20 Anos da Lei da Reforma Psiquiátrica: avanços e retrocessos na saúde mental. O escritor é representante da Rede Nacional Inter núcleos da Luta Antimanicomial (RENILA) e Fórum Gaúcho da Saúde Mental.

“Bento Gonçalves fez um bom trabalho nessa questão do dia 18 de maio, que é comemorado a nível nacional sobre a luta antimanicomial. Desde 1987 com o manifesto de Bauru, que é feita essa lembrança de momentos da luta como um todo, com os avanços, as leis e tantas outras atividades realizadas para o fechamento dos manicômios em geral. A luta antimanicomial tem uma história muito grande no RS. Foi o primeiro estado brasileiro a ter uma lei estadual, criada em 1992, para terminar com os manicômios. Até pouco tempo não tinha mais a criação de leitos em manicômios, e sim outras formas substitutivas de cuidado. Bento está de parabéns pela forma que tem conduzido essa questão”.

Psicólogo participará neste dia 25

Nesta terça-feira, 25, ocorre um debate também no formato online sobre Reabilitação Psicossocial em Caps. Neste dia participará o psicólogo Rafael Wolski de Oliveira. O profissional é doutorando em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e docente da Residência Multidisciplinar em Saúde Mental da Unisinos.

Para Oliveira a ação é de extrema importância para o município.“Eu queria parabenizar a iniciativa do município de pautar o processo de formação dos trabalhadores na questão de saúde mental, nesse momento em que é uma das necessidades de saúde mais urgentes, frente também as questões de pandemia de Covid 19, que tem repercussões diretas e indiretas na saúde mental da população”.

O psicólogo comenta ainda como será a sua participação no evento da próxima semana. “A ideia então é focalizar essa minha intervenção no trabalho de reabilitação da rede, mas com enfoque principal na participação e no protagonismo do Caps na reabilitação psicossocial de usuários da saúde mental, pessoas que por algum momento procuram a rede de saúde por questões de saúde mental no contexto do município”.

No dia 1º de junho ocorre o último evento. Neste dia será debatido o tema Compartilhando experiências em saúde mental da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Bento Gonçalves.

1º de junho – Terça-feira

8h- Compartilhando experiências em Saúde Mental da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Bento Gonçalves.

Caps infantil- Projeto Intersetorial Catavento.

Caps Adulto- Além das vozes: manejo individual e grupal de ouvidores de vozes.

Caps AD- Cuidado compartilhado CAPS e UPA.

NASF AB- Ferramentas de cuidado em nutrição e saúde mental.

UBS-ESF- A unidade básica na atenção em saúde mental em tempos de pandemia.

UPA- Urgência e Emergência na Ala Psiquiátrica da UPA.

Os eventos são realizados de forma on-line pelo google meet

Inscrições: cursos.bentogoncalves.rs.gov.br

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Bento Gonçalves