Rodrigo Chips dá dicas para quem pretende investir na indústria de games

Produtor da Rockhead Studios participou de live promovida pela Expobento na última quinta-feira, 4

Gamers, streamers, empresas, desenvolvedores de jogos, criadores de conteúdo. Todo mundo aprendeu pelo menos um pouco na noite da quinta-feira, 4, quando o produtor da Rockhead Studios, Rodrigo “Chips” Scharnberg conversou com o público através do Instagram da Expobento. O encontro fez parte da programação do 2º E-sports Bento, cujas finais dos torneios de League of Legends, Free Fire e FIFA ocorreram na sexta-feira, 5, e sábado, 6.

Chips abriu o encontro se voltando àqueles e àquelas que sonham em se tornar gamers. Disse que essa é mais do que nunca uma oportunidade profissional para todos, mas também deixou clara a necessidade de foco, determinação e persistência em uma jornada que, apesar de cheia de obstáculos, é também permeada por ótimos momentos.

“Essa caminhada começa jogando vídeo game, não tem outro jeito. A partir daí é importante saber qual a maior habilidade da pessoa, se ela tem mais aptidão para jogos de esporte, tiro, corrida, aventura. Depois é preciso constância tanto para se tornar cada vez melhor, quanto para apostar em lives e angariar público, de mil pessoas que seja, para que todo esse investimento em equipamentos e estudo reverta em dinheiro”, indica.

Chips disse considerar o streamer, hoje, um amigo que dá dicas de consumo para as pessoas. Por consequência, um aliado em potencial de empresas que buscam uma conexão com determinados públicos. “É uma relação sadia para todos os lados, mas essa apresentação de marcas precisa ser inserida de forma natural, para que no subconsciente do espectador como algo positivo, ao contrário de propagandas que ele seja obrigado a assistir”, comenta. “No FIFA, por exemplo, são várias marcas apresentadas a cada segundo, na bola, nos banners do estádio, na camisa dos jogadores, até na trilha sonora.”

Como última dica, o produtor da Rockhead Studios destacou a importância de as empresas estarem dispostas a ouvir o mercado. Entender o que o público quer e onde faz sentido se inserir. “O Brasil tem cada vez mais eventos de jogos e os desenvolvedores estão lá com abertura para dizer o que pode ou não ser interessante em termos de parceria”, afirmou, exemplificando com Horizon Chase Turbo, game de corrida produzido pelo estúdio gaúcho Aquiris que recentemente ganhou expansão inspirada na carreira de Ayrton Senna. “Ali todo mundo saiu ganhando.”

 

Fonte: Exata Comunicação e Eventos
Foto: Divulgação Exata

(RM)