RGE regulariza mais de 2,5 mil “gatos” e recupera 34 GWh em 2020 na região da Serra

Com apoio de denúncias, tecnologia e da polícia, distribuidora realizou ações de combate a fraudes e recuperou um volume de energia suficiente para abastecer mais de 266 mil residências por um mês

 A RGE recuperou 34 GWh de energia na em 2020 na Serra Gaúcha. As ações da empresa contra fraudes e furtos de energia, os famosos “gatos”, nos municípios da região da serra gaúcha, é uma combinação de esforços dos investimentos no uso de inteligência, tecnologia e de informações que chegam pelo canal de denúncias.

As inspeções realizadas ao longo do ano resultaram em 2.578 fraudes regularizadas. Com isso, o volume de energia recuperado seria suficiente para abastecer 266,6 mil residências durante um mês. “A RGE está cada vez mais empenhada em identificar e combater fraudes e furtos de energia com foco em ampliar a qualidade e confiabilidade do fornecimento de energia oferecido. Os esforços fazem parte do trabalho contínuo da empresa e são viabilizados tanto por meio de parcerias com órgãos públicos e autoridades policiais, quanto investindo em tecnologia de ponta e especialização das equipes em processos de monitoramento e análise”, afirma Marco Antonio Villela de Abreu, presidente da distribuidora. Segundo ele, a recuperação de energia também representa retorno aos cofres públicos em forma de impostos (ICMS e PIS/Cofins) que não foram pagos e são revertidos para benefício da população.

“É importante esclarecer que furto de energia é crime, pode trazer riscos à segurança das pessoas e prejudica diretamente a população com instabilidade no fornecimento a energia e perda de arrecadação de impostos, importantes para manter serviços públicos no município. Por isso, a CPFL mantém um canal de denúncia fácil e anônimo para quem quiser informar possíveis casos de fraudes”, ressalta Rafael Lazzaretti, diretor comercial do grupo.

Entre os municípios com maior recuperação de energia na região, Caxias do Sul registrou 15,9 mil MWh, ficando em primeiro lugar. Farroupilha ocupa a segunda posição com 2,8 mil MWh. Bento Gonçalves é o terceiro da lista com 2,3 mil MWh, enquanto Vacaria, com 1,4 mil MWh, seguido por Canela, com 1,3 mil MWh, fecham o ranking.

 

AÇÕES CONTRA FRAUDES E FURTOS DE ENERGIA

SERRA – 2020

MUNICÍPIO Energia Recuperada (MWh) Fraudes
CAXIAS DO SUL 15.986 1.213
FARROUPILHA 2.820 214
BENTO GONÇALVES 2.319 176
VACARIA 1.436 109
CANELA 1.357 103

 Eficiência. O investimento em inteligência artificial, acoplado a novos sistemas com geração de alarmes para direcionamento de inspeções, resultam em maior assertividade do trabalho desenvolvido pela Diretoria Comercial do Grupo CPFL em seus processos de monitoramento e análise. Deste modo, a companhia consegue preventivamente identificar possíveis variações no consumo de energia que indiquem perdas comerciais. Além dos investimentos em processos, o grupo também tem trabalhado em conjunto com os órgãos públicos e as autoridades policiais para coibir a prática de fraudes e furtos.

Essas ações, aliadas aos diversos projetos de blindagem de rede e de medição implementados pela companhia, como o projeto das Caixas Blindadas e atuação em clientes sem contratos (clandestinos), permitem diminuir a necessidade de inspeções in loco. As tecnologias de monitoramento contínuo e à distância permitem que a distribuidora aumente a produtividade das equipes, intensifique suas iniciativas contra o crime sem a necessidade de deslocar os técnicos e evite a reincidência de furtos.

Crime. Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal com penas que podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento. Em 2020 os números de boletins de ocorrência registrados contra fraudadores cresceram, somando 32 boletins de ocorrência na RGE.

Uma das consequências ocasionadas pela ação de fraudes e furtos de energia elétrica é a piora na qualidade do serviço de distribuição. Isso se dá pela sobrecarga do sistema provocada pelas ligações clandestinas.

Clientes da RGE podem contribuir de forma sigilosa, para o combate às irregularidades por meio dos canais disponibilizados pela concessionária. Denúncias podem ser realizadas pelo aplicativo “CPFL Energia”, disponível para todas as plataformas de dispositivos móveis ou pelo http://bit.ly/FurtoRGE.

Sobre a RGE – Responsável por distribuir 66,7% da energia elétrica consumida no Rio Grande do Sul e atender 2,9 milhões de clientes em 381 municípios gaúchos, a RGE é hoje a maior distribuidora da CPFL Energia em extensão territorial e número de cidades atendidas. A área de concessão da companhia, que é resultado do agrupamento das distribuidoras RGE e RGE Sul, realizado em janeiro de 2019, totaliza 189 mil km² de extensão, abrangendo as áreas urbanas e rurais das regiões Metropolitana, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do estado.

Os investimentos realizados pela RGE contribuem para o desenvolvimento socioeconômico de locais de fundamental importância para a economia do estado, que vão desde fortes polos turísticos, agrícolas e pecuários, até grandes centros industriais e comerciais, trazendo mais bem-estar, conforto e infraestrutura para a vida de 7,4 milhões de gaúchos.

 Sobre a CPFL Energia – A CPFL Energia, há 108 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a quinta terceira maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,9 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com capacidade instalada de 4.305 MW, no final de setembro de 2020. Tem um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. A CPFL Renováveis é a maior empresa de geração da América Latina a partir de fontes alternativas de energia.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa RGE