Rachas, manobras perigosas e deboche: PRF intercepta grupo de motociclistas em fuga na Freeway

Quatro pessoas foram presas, uma moto roubada recuperada e 20 recolhidas para o depósito

No início da madrugada desta sexta-feira (16), a Polícia Rodoviária Federal interceptou motociclistas em fuga durante um evento clandestino na região metropolitana de Porto Alegre. Demonstração de manobras perigosas e rachas eram realizados por dezenas de motociclistas, que debochavam quando passavam pelas viaturas policiais.

Após diversas reclamações via telefone 191, o serviço de inteligência da PRF passou a monitorar um grupo de motociclistas que promovia semanalmente eventos clandestinos nas rodovias da região metropolitana de Porto Alegre. Os trajetos iniciavam dentro da cidade e partiam para as BRs 448, 116, e 290.

Durante as noites das quintas-feiras, as motos circulavam em grandes comboios causando risco ao trânsito. Os condutores exibiam manobras perigosas e faziam rachas. Além disso, antes e depois dos eventos, os participantes se reuniam em postos de combustíveis causando aglomerações, ingerindo bebidas alcoólicas e perturbando o sossego. Tudo era filmado e postado nas redes sociais.

No início da madrugada desta sexta-feira, a PRF montou uma operação, mas os motociclistas não vieram para a rodovia, se concentraram na Avenida Assis Brasil em Porto Alegre. Eles fizeram um chamado pelas redes sociais com um vídeo debochando dos policiais. A Brigada Militar compareceu ao local, encerrou o evento e recolheu dezenas de motocicletas.

Alguns fugiram em direção à Freeway, cujas saídas estavam bloqueadas pela PRF para interceptar os fugitivos. Foram recolhidos 20 veículos por infrações variadas, em especial falta de habilitação, de licenciamento e de equipamentos, e placas encobertas. Mais de 50 multas foram aplicadas.Na ação, uma motocicleta roubada foi recuperada e o piloto preso por receptação.

Durante a abordagem vários tentaram fugir pela contramão, sendo perseguidos e interceptados pelos motociclistas policiais.Uma delas, com a placa tapada por um papelão, foi interceptada após o piloto, que estava com a habilitação cassada, tentar fugir por quilômetros pela contramão. Outro motociclista, sem habilitação, furou o bloqueio policial, quase atropelou os PRFs e acabou colidindo contra a mureta. Ele acabou machucado e conduzido ao hospital.

Devido à quantidade de motocicletas, algumas acabaram não sendo abordadas, mas foram devidamente autuadas pelas infrações cometidas, como participação de evento não autorizado em via pública, com o valor de R$ 2.974,30 e sete pontos na habilitação para o condutor.

As operações continuarão enquanto os eventos se repetirem.

 

Fonte: PRF