Prefeitura de Bento apresenta projeto de incentivo a produção em espaldeira e aquisição de uvas viníferas

A Prefeitura de Bento Gonçalves, através da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura, apresentou nesta quarta-feira (24), dois projetos de incentivo a agricultura. O cenário escolhido para o evento foi a Vinícola Miolo, no Vale dos Vinhedos.

O primeiro projeto incentiva a produção de uvas de qualidade superior em espaldeiras e aquisição de mudas viníferas no Município. “O projeto é pioneiro e inovador, e com isso nós incentivamos o plantio de espaldeiras, e consequentemente a produção de uma uva de maior qualidade, fazendo com que a gente consiga automaticamente produzir vinhos de melhor qualidade, mais ainda do que nossa cidade já tem e produz. São projetos comuns na Europa, e é pioneiro, justamente porque é inédito aqui no Estado”.

Cada agricultor vai ter direito a plantar 1 hectare por ano em sua propriedade, para o plantio das uvas viníferas em parreiras de espaldeiras. A prefeitura irá fazer o registro de preço, e indicar os viveiros que as mudas poderão ser compradas, e irá subsidiar com 50% dos custos da compra.

Christófoli salienta que através deste projeto será possível estreitar a concorrência com países vizinhos e famosos pela produção de vinho. “Vamos melhorar a concorrência com os países vizinhos. Certamente uma uva de qualidade produzirá excelentes vinhos. Vai agregar não só par as vinícolas, mas também ao pequeno agricultor que vai plantar esse parreiral e produzir uma uva de maior qualidade”.

Outro projeto apresentado é voltado para o aumento das horas máquinas, alterando a legislação já existente, possibilitando que o agricultor tenha mais recursos com horas máquinas em sua propriedade. É um projeto que se refere ao aumento subsídio de horas máquinas terceirizadas de 8 URM para 12 URMs, a partir de janeiro do próximo ano.

Representando o setor, o presidente da Aprovale, Sandro Valduga destacou a importância do trabalho do agricultor, do produtor de uva. “Recebemos mais de um milhão de visitantes por ano, vendemos nossos produtos para diversos países e hoje atraímos os olhares de milhares de pessoas mundo a fora. Pensando nisso precisamos agora proteger nosso legado para as gerações futuras, para que tenham uma Bento Gonçalves preservada e continuem nossa vocação. Foi pensando nisso que levamos essa ideia ao poder público, de um projeto que recuperasse as áreas de vinhedos, incentivando os produtores de uva e dando base e informação para ampliar seus vinhedos, e com uma colheita de uvas de qualidade. Agradecemos todos que acreditaram nesta ideia. Futuramente tomaremos grandes vinhos juntos provenientes deste projeto”, destaca.

O projeto foi assinado e entregue ao presidente da Câmara, Rafael Pasqualotto e vereadores presentes na cerimônia, Agostinho Petroli, Anderson Zanela, Idasir dos Santos, Jocelito Tonietto e Thiago Fabris para que seja encaminhado para votação. “Diversos projetos de incentivo ao interior passam por nós vereadores para aprovação. E hoje mais dois projetos de grande magnitude sobem para debate na câmara. Parabéns, são projetos que beneficiam as pessoas que estão na ponta trabalhando de formula hercúlea e heroica para que o setor seja cada vez mais produtivo”, salienta o presidente.

O Prefeito Diogo Segabinazzi Siqueira destacou que “vai acontecer uma revolução nos próximos anos e a gente precisa acompanhar esse crescimento do setor da uva e do vinho. Se não agirmos com uma política pública segura e estável corremos o risco de deixar passar esse bonde. Precisamos fazer algo que todas regiões produtoras de vinho fizeram, fortalecer nossos pontos fortes. E estes projetos incentivam o agricultor que quer fazer o vinho, a cantina que irá crescer. Um projeto para os próximos anos, e logo teremos um vinho com ainda mais qualidade do que nossa cidade já apresenta”, finaliza.

O projeto é desenvolvido com a parceria da EMATER, Embrapa e IFRS-RS.

Estiveram presentes o vice-prefeito Amarildo Lucatelli, secretário de Governo, Henrique Nuncio, subprefeitos, presidente do CIC, Rogério Capoani, da Embrapa Uva e Vinho, Marcos Botton, gerente Regional da EMATER, Sandra Maria Dalmina, diretor do IFRS Campus Bento, Otávio Câmara Monteiro, da UVIBRA, Carlos Trevisan, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da Serra Gaúcha, Claimar Zonta, da Associação Caminhos de Pedra, Alice Menoncin e Jandir Cantelli, da Vinícola Miolo, Paulo Miolo, Adriano Miolo, Alexandre Miolo e Danilo Cavagni, Rinaldo Dall Pizzol.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social Prefeitura de Bento

Foto: Rodrigo De Marco