Pasin abre agenda do CIC e propõe Parcerias Público Privadas com a classe empresarial

O tema “Gestão Pública + Iniciativa Privada: União por resultados”, pautou a primeira palestra do ano nas dependências do CIC/BG (Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves), na noite desta segunda-feira, 13, pelo prefeito Guilherme Pasin (PP). Foi a quinta vez que o líder do executivo municipal esteve abrindo a programação do ano da entidade.

Antes da palestra, concedeu uma entrevista coletiva para a imprensa local com cerca de 50 minutos. “Estamos falando de uma mudança cultural. Acredito que estamos vivendo uma fase em que o Poder Público precisa se reinventar. Acredito que é o momento certo de mudar sua expertise”, afirmou.

17273543O exemplo do novo Presídio Estadual com o projeto já confirmado pela Secretaria de Segurança do RS, com permuta de área, oferecendo a área do atual Presídio e mais um espaço junto a sede administrativa do Daer, para que um empreendedor construa, pode ser adotado em outros projetos, como o Centro Administrativo.

“Queremos chamar os empreendedores para as propostas. Não dá mais para termos o ir e vir de Secretarias de um espaço para o outro”, acrescentou, lembrando ainda que a Prefeitura gasta R$ 1,6 milhão somente em aluguéis das repartições.

Para a realização destes projetos, o Poder Público pretende criar o Conselho de Gestão e Parcerias Estratégicas, com a participação de Executivo, Legislativo e Sociedade Civil.

Pasin na coletiva descartou que o empresário pague a conta, como muitos afirmam. “Isto não é um pedir para a classe empresarial. É oportunizar um novo caminho de investimento e retorno sobre isso”, disse.

Na última semana, outro fato foi à entrega de novos alojamentos para a Brigada Militar com recursos captados através da Fundação Consepro Pró-Segurança.

O prefeito reforçou a necessidade de continuar otimizando recursos para fechar as contas no ano de 2017, embora estejamos somente no terceiro mês.

IMG_8396A entrevista foi encerrada com o tema Fenavinho, e os 50 anos. “Encaminharemos até o final do ano um desejo da população através de uma articulação comunitária. Temos que olhar sempre para frente. Precisamos que todos rumemos para este lado. O passado será renegociado, serão chamados os credores, mas não com pautas negativas”, afirmou.

Palestra

A palestra do prefeito para mais de 150 empresários associados do CIC, foi marcada pela apresentação de alguns dados de sua gestão, como o investimento do orçamento em 30% na saúde, 126 obras somando R$ 52 milhões, Lei de Incentivo, Sala do Empreendedor, entre outros pontos, até chegar ao foco “Parceria Público Privada”.

Questionado sobre garantias oferecidas ao empresário que por ventura aderir a este modelo, mencionou que “é melhor correr riscos do que não fazer”, em tom otimista.
IMG_8425O prefeito exemplificou a necessidade de uma discussão sobre os serviços oferecidos da Corsan, onde, o município já interviu inclusive, judicialmente, junto a Agergs (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS), para garantir o cumprimento do contrato pela Corsan junto a Bento Gonçalves.

O serviço de abastecimento de água estaria a contento, contudo, de esgotamento sanitário ainda não. “Vamos discutir, se for necessário buscamos uma readequação”, salientou.

Pasin falou que passou a “dormir mais tranquilo quando passou a fazer o que tinha que ser feito e não o que todos querem”. Ele refere-se especialmente a cortes que estão sendo efetuados, inclusive nos serviços de saúde, para garantir a sustentabilidade financeira do Poder Público.

Uma de suas últimas manifestações foi sobre a possibilidade de concorrer como deputado estadual nas Eleições 2018. “Fui eleito para um mandato de quatro anos e não me sinto confortável aceitar qualquer sugestão de renunciar o governo”, finalizou.

Depois de sua palestra, temas como Fundo da Previdência, Segurança, Incentivo a classe empresarial, o contrato da Corsan, as Contas da Prefeitura, Fenavinho e a hipótese de uma candidatura no próximo pleito, estiveram entre os questionamentos.

Algumas propostas apresentadas pelo prefeito:

– Venda/leilão de áreas inservíveis do inventário municipal para fundo de construção, respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal;

– Parceria Público Privada (PPP) para Gestão da Iluminação Pública;

– PPP para Instalação de Usina de Geração de Energia a partir de resíduos sólidos urbanos;

– Concessão Pública para exploração publicitária do Mobiliário Urbano (contrapartida novos abrigos de ônibus, lixeiras, placas etc);

– Concessão Pública para instalação de Paradouros e Pontos de Serviço nas Rotas Turísticas (Plano de Paisagismo);

– Estudo de propostas para concessão privada do serviço de água e esgoto;

– Novo modelo de contrato de Terceirização da Gestão de Serviços Específicos (ex: Samu).

– Estudo para a PPP na Gestão dos Cemitérios Municipais/ Capina, Roçada e Varrição;

– Concessão Pública para exploração de serviços em espaços públicos – Praças e Parques/Mercado Público, Cafeteria, Sucos Naturais etc;

– PPP para Construção do Centro Administrativo;

– Estudo de viabilidade e PPP do Ginásio Municipal de Esportes e antigo estádio da Montanha.

Clique e confira mais imagens:

Fonte e fotos: Felipe Machado – Central de Jornalismo da Difusora