Paróquias da Diocese de Caxias mobilizam gesto de solidariedade nas celebrações de Corpus Christi

“Mutirão pela Vida de quem tem fome” envolve todo o Rio Grande do Sul e tem o objetivo de arrecadar alimentos e materiais de higiene para manter o atendimento das paróquias e comunidades às famílias necessitadas

A Solenidade de Corpus Christi, marcada neste ano de 2021 para o dia 03 de junho, traz em sua essência a solidariedade. Primeiro, recorda que Cristo se fez solidário com a humanidade ao doar sua vida na cruz e deixar ao mundo o memorial perene da Eucaristia, que é atualizado em cada Missa. E o segundo aspecto é de caridade para com os que mais sofrem. Neste sentido, todas as 18 dioceses do Rio Grande do Sul irão participar do “Mutirão pela Vida de quem tem fome”, na qual os fiéis poderão doar alimentos não perecíveis nas paróquias e comunidades, até  03 de junho.

Desta forma, as secretarias paroquiais e as comunidades irão receber os alimentos, sendo que a Solenidade de Corpus Christi será a culminância da coleta, uma vez que a orientação é que sejam celebradas missas em diversos horários para que não haja aglomeração de pessoas. Não serão realizadas procissões e nem confeccionados os tradicionais tapetes de serragem, no entanto, às 15h, toda a Diocese fará um momento comum de adoração ao Santíssimo Sacramento, isto é, a Eucaristia, às 15h. A intenção principal da oração será pelo fim da pandemia, bem como pelos desempregados e por todos os que sofrem dos males da Covid-19.

O bispo da Diocese de Caxias do Sul, dom José Gislon, convida os fiéis a participarem da ação, tendo por modelo o próprio Jesus que, com generosidade, doou sua vida na cruz por toda a humanidade. “Tendo presente o Cristo Jesus que deu a vida na cruz para que tivéssemos vida em abundância, convido você a fazer um gesto de caridade, para cuidarmos da vida daqueles que estão passando fome. Creio que é um gesto bonito que podemos fazer”, salienta.

Na próxima segunda-feira, 31 de maio, a assessoria de comunicação e a Coordenação de Pastoral irão divulgar um levantamento dos horários das celebrações em toda a Diocese, uma vez que a articulação para o Mutirão pela Vida de quem tem fome é realizada com as 74 paróquias dos 32 municípios atendidos pela Igreja de Caxias do Sul. Além disso, após a coleta, serão feitas as estimativas de quantidade de doações para transparência ao montante de alimentos arrecadados e a sua destinação.