Mesmo em número reduzido, animais de alto valor genético participam de concursos e julgamentos

A Expointer 2020 está diferente. Além de ser uma feira sem público, há menos animais, e eles chegam ao parque de forma escalonada, entrando e saindo todos os dias. Nessa edição da feira, cerca de mil animais, entre ovinos, bovinos e equinos, participam de concursos e julgamentos.

“A gente fez esta opção dos animais poderem entrar e sair a todo momento, depois das provas, para garantir mais segurança e manter as regras do distanciamento em função da pandemia”, afirma Paulo Souza, Chefe do Serviço de Exposições e Feiras da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), acrescentando que esse fluxo constante de animais intensificou o trabalho da inspeção sanitária.

Leonardo Lamachia, presidente da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac), faz um balanço positivo da exposição até o momento:

“Estamos tendo muitos acessos na plataforma Expointer Digital 2020. Esse evento já não é mais gaúcho, é um evento que está no mundo através desta plataforma”, diz Lamachia.

Escalonar a chegada dos animais ao parque é alternativa para manter as regras de distanciamento em função da pandemia – Foto: Fernando Dias / Seapdr

Concurso leiteiro

A quinta-feira (1/10) foi dia do tradicional banho de leite na Expointer, encerrando o Concurso Leiteiro do Gado Holandês, que começou na quarta (31/9) com ordenhas durante o dia. São 57 animais presentes na Expointer, e 11 participam do concurso. Todos os animais vão participar de julgamentos, Campeonato Jovem e Grande Campeonato previstos para a sexta-feira (2/10) das 14h às 18h. A entrega dos prêmios será no sábado (3/10).

“Nesta Expointer Digital, o holandês está fazendo uma exposição homologada e ranqueada, válida no circuito Exceleite. Uma programação praticamente normal de feiras com animais de excelente conformação e ótimas produções leiteiras”, afirma Marcos Tang, Presidente da Gadolando.

Ovelhas

Também ocorreram nesta quinta (1/10) os últimos julgamentos das ovelhas das raças Dorper e Crioula. Os animais começaram a chegar ao parque no primeiro dia de feira, 26 de setembro. São 228 ovinos das raças Corriedale, Texel, Suffolk, Poll Dorset, Dorper, Crioula, Hampshire Down e Naturalmente Coloridos. Nos anos anteriores, o número de animais passou dos mil exemplares.

A vice-Presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (ARCO), Beth Lemos, acredita que os criadores atenderam ao chamado do Estado e das entidades promotoras da Expointer e trouxeram exemplares de alto valor genético. “A exposição, apesar do menor número de animais em relação aos outros anos, tem a mesma qualidade”, afirma. “Esperamos que as próximas edições sejam de parque cheio e transmissão pela internet, porque esta inovação veio para ficar”, acrescenta Beth.

Mais de 200 ovinos de diversas raças participam da feira deste ano – Foto: Fernando Dias / Seapdr
Bovinos de corte

Começaram a chegar nesta quinta (30/9) os animais das raças Simental e Simbrasil. Serão 26 animais. Os julgamentos ocorrem na sexta (2/10), das 14h às 17h, com transmissão pela plataforma digital da Expointer 2020. Já as raças Charolês e Devon estão no parque apenas como representação da raça para o Desfile dos Campeões. A cerimônia será na sexta-feira (2/10) a partir das 11h, com a presença da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, do governador Eduardo Leite, do secretário Covatti Filho, organizadores da Expointer Digital 2020 e autoridades e convidados.

“A expectativa para este final de semana é ótima. O desfile vai poder ser assistido ao vivo, teremos uma homenagem aos 50 anos do Parque Assis Brasil, será um momento histórico para ficar na memória de todos os gaúchos e de todos aqueles que estiverem nos assistindo em todo o mundo”, destaca Lamachia.

No final de semana também irão ocorrer as provas finais da morfologia do cavalo crioulo, do Domados do Pampa do cavalo árabe e do Laço Técnico e Comprido do cavalo quarto de milha.

Texto: Maria Alice Lussani/Ascom Seapdr
Edição: Patrícia Specht/Secom