Médico suspeito de abusar sexualmente de pacientes é preso no Litoral Norte gaúcho

Acusado de abuso sexual, um médico de 40 anos foi preso preventivamente pela Polícia Civil em Xangri-lá, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, nesta terça-feira, 26, após descumprir uma ordem judicial.

No dia 29 de dezembro do ano passado, o homem havia sido preso em flagrante pelo crime de violação sexual mediante fraude, depois de abusar de uma paciente no posto de saúde 24 horas de Cidreira.

Após receber liberdade provisória, ele foi proibido de exercer a medicina até o fim das investigações, mas acabou desobedecendo a ordem judicial e continuou trabalhando no posto 24 horas de Capão da Canoa.

“Outras vítimas de abuso sexual do médico acabaram surgindo em Cidreira e, a partir disso, foi deferida pelo Poder Judiciário a prisão preventiva do homem. O médico foi preso em sua residência em Xangri-lá”, informou a Polícia Civil. O nome do criminoso não foi divulgado.

 

Fonte: O Sul
Foto: Divulgação