Luciano Rebellatto é eleito novo coordenador do Consevitis-RS

Atual presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garibaldi, Coronel Pilar e Boa Vista do Sul e vice-presidente da Comissão Interestadual da Uva (CIU) substituirá Helio Marchioro a partir do dia 1º de maio

As entidades que integram o Conselho de Planejamento e Gestão da Aplicação de Recursos Financeiros para Desenvolvimento da Vitivinicultura do Estado do Rio Grande do Sul (Consevitis-RS) elegeram, durante assembleia realizada em 23 de abril, novo coordenador. Luciano Rebellatto foi escolhido por unanimidade e substituirá Helio Marchioro, diretor executivo da Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho), que está à frente da entidade. Rebellatto coordenará o Conselho por um ano, a partir do próximo dia 1º de maio.

Rebellatto é produtor rural, está em sua segunda gestão como presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garibaldi, Coronel Pilar e Boa Vista do Sul (2016/2020 e 2020/2023) e é vice-presidente da Comissão Interestadual da Uva (CIU). Ele dará continuidade ao trabalho que já vinha sendo desenvolvido por Marchioro. O novo coordenador enfatiza que contará com a ajuda de todos os representantes e equipe de colaboradores do Consevitis-RS, visto que o plano de trabalho para aplicação de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura (Fundovitis) que contempla uma série de projetos para o estímulo ao consumo e, consequentemente, a potencialização da venda do vinho nacional da uva e seus derivados, tanto no mercado interno como externo (60% dos recursos) e na gestão e no ordenamento setorial (40% restantes). “Estou disposto a trabalhar em harmonia para que os objetivos de aplicação do Fundovitis sejam atendidos de forma a beneficiar toda a cadeia produtiva da uva e do vinho.

O Conselho conta com participação paritária de produtores de uva, representados pelos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e Comissão Interestadual da Uva (CIU); indústria vitivinícola, por meio da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra) e Associação Gaúcha de Vinicultores (Agavi); e cooperativas de vinho, por intermédio da Fecovinho. O Consevitis-RS tem o propósito de atuar no desenvolvimento e fortalecimento dos elos de cooperação dentro da cadeia produtiva da uva e do vinho e executar as políticas setoriais apresentadas ao Fundovitis, papel desempenhado até 2018 pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Em 20 de outubro de 2020, o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), assinou a liberação do Fundovitis, referente ao ano de 2018. A primeira de quatro parcelas do recurso foi repassada em 1º de dezembro de 2020, quando foram retomadas as ações em prol do setor vitivinícola. No mês de fevereiro, o Consevitis-RS concluiu o primeiro trimestre da administração de recursos do Fundovitis e, até outubro de 2021, receberá um montante de R$ 12 milhões.

A receita do Fundo é originária do ICMS pago pelas vinícolas sobre a aquisição das uvas, sendo que 50% retornam para o setor. Desde dezembro de 2020, o Consevitis-RS passou a administrar as ações para aplicação dos recursos nas três grandes áreas de atuação: promoção de produção e consumo da uva e seus derivados, gestão e ordenamento setorial, com o acompanhamento do Fundovitis e da SEAPDR.

Atualmente, o Consevitis-RS conta com uma equipe de nove profissionais ligados às áreas de gestão, administrativa, marketing, comunicação, agronomia e enologia. Está instalado em Bento Gonçalves (RS), em uma estrutura própria, dentro do Parque de Eventos.

Conquistas

À frente do Consevitis-RS, Marchioro teve como primeiro desafio a adaptação às exigências da SEAPDR para a posterior liberação de recursos disponíveis no Fundovitis. A partir desse momento, o Conselho deu início a divulgação dos Termos de Referências e contratação das equipes para posterior deliberação da gestão das ações, projetos e programas da Política de Desenvolvimento da Vitivinicultura. “O plano representou o ‘marco zero’ para conseguirmos estruturar o Consevitis-RS e darmos início às ações. Trabalhamos em uma pauta positiva, que contribuísse para o reconhecimento do setor, atendendo todos os elos, e fosse altamente benéfica para a expansão do Estado”.

Marchioro garantiu compasso na execução do plano previsto, com o apoio dos demais representantes do Conselho, o que tem contribuído para o desenvolvimento da cadeia produtiva da uva e do vinho e seus derivados. “Sempre prezamos pelo respeito as especificidades, necessidades e estágios, além de ampliar as oportunidades oriundas de possíveis parcerias com o setor público, associações de produtores, entidades técnicas de ensino, pesquisa e extensão”. A retomada dos investimentos do Fundovitis vem ao encontro de um momento muito positivo para o setor vitivinícola, visto os bons números registrados em 2020 e os que têm sido apresentados até esse momento de 2021.

No segmento de ordenamento setorial uma série de avanços já podem ser verificados. Estão em andamento estudos para o dimensionamento econômico, diagnóstico estrutural e espacialização do complexo agroindustrial e de serviços da uva e do vinho no Rio Grande do Sul, e, em breve, ocorrerá a contratação de estudo para constituição de caracterização microrregional de produtos e de solos para vinhedos selecionados. A elaboração do Termo de Referência do Programa Alimentos Seguros (PAS Uva) para contratação de empresa que fará a gestão e acompanhamento do projeto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) é outra iniciativa que está prestes a ser concretizada. Duas outras ações relevantes em progresso são a finalização da primeira fase da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que consiste no diagnóstico e articulação institucional com parceiros para indicação de famílias de viticultores a serem assistidas, e a realização do Cadastro Vitícola no sistema do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) por meio de 27 sindicatos. Com o objetivo de continuar com os importantes projetos até então desenvolvidos pelo Laboratório de Referência Enológica (Laren RS), ocorreu a aquisição e a entrega de materiais e insumos e tratativas para a realização de análises de amostras de uvas e derivados.

Na área de promoção do vinho brasileiro, em breve, uma plataforma digital será o canal de relacionamento e de conteúdo do setor para os diversos públicos: consumidor, produtores, trade e imprensa, com o intuito de oferecer informação, serviço, entretenimento e conhecimento. Para o segundo semestre, uma estratégia de marketing digital, composta por três campanhas, terá como objetivo despertar novos consumidores e, consequentemente, promover os produtos nacionais, principalmente os gaúchos, valorizando o consumo e estimulando o consumo do vinho do dia a dia de uma forma agradável, equilibrada e saudável. Além de vinhos tintos, brancos e rosés serão contemplados espumantes, drinks com vinho e suco de uva. Para o mercado externo, está em desenvolvimento um plano de trabalho que prevê parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), por meio de apoio de projeto setorial da promoção do vinho brasileiro, cuja previsão de início é julho de 2021. Entre as ações previstas nesse projeto estão a participação de feiras e eventos internacionais, projetos Comprador e Imagem, além do fortalecimento de marca e percepção da imagem no exterior. Como contrapartida, estudos de consumo em mercados externos importantes para as vinícolas brasileiras exportadoras, como Estados Unidos e China, estão sendo contratados.

Para acompanhar as ações do Consevitis-RS acesse https://www.uvibraconsevitis-rs.com.br/

 

Coordenador Consevitis-RS Gestão 2021/2022

Coordenador Suplente
Luciano Rebellatto Daniel Panizzi

 

Representantes Consevitis-RS Gestão 2021/2023

Entidades Titular Suplente
Agavi Leocir Luvison Everton Milani
CIU Luciano Rebellatto Cedenir Postal
Fecovinho Helio Marchioro e Joel Panizzon Ismar Pasini e Hermínio Ficagna
Sindrural Renato Antonio Formolo Valmir Antonio Suzin
Uvibra Daniel Panizzi Marcos Valduga

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Consevitis
Foto: Divulgação