“Keka” deixa UTI e vai para o quarto no Hospital Tacchini

Marcelina Corrêa Pinto, 40 anos, conhecida por “Keka”, deixou a UTI do Hospital Tacchini nas últimas horas e está agora em um quarto da Casa de Saúde. Contudo, seu quadro ainda é grave, conforme informações do próprio Hospital.

“Keka” foi atropelada dia 11 de agosto na BR-470, no bairro Juventude. Não se sabe se Keka tentava atravessar a rodovia ou se brincava por entre os carros, como costumava fazer todos os dias. Testemunhas dizem que o autor do atropelamento conduzia uma Ford Courier e fugiu sem prestar socorro.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora