Hospital de Vacaria tem nova ala do SUS inaugurada

Uma reivindicação antiga da comunidade dos Campos de Cima da Serra se tornou realidade. Na manhã desta sexta-feira (27), foi inaugurada a nova ala SUS do Hospital Nossa Senhora da Oliveira, em Vacaria. O ambiente de 985 metros quadrados foi totalmente revitalizado, passando a contar com banheiro e calefação em todos os 52 leitos.

O investimento do governo, atendendo a demanda da Consulta Popular, ao longo dos anos, foi de R$ 1,2 milhão. O secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Carlos Búrigo, representou o governador José Ivo Sartori na cerimônia de inauguração.

Búrigo destacou a necessidade do poder público atuar onde mais se precisa. “Fico feliz por dividir essa conquista com a comunidade dos Campos de Cima da Serra. Mesmo diante de um reconhecido cenário de crise financeira, temos que priorizar nossas forças e investimentos em áreas essenciais como a Saúde. Essa é a real função do Estado, é nisso que o gestor público tem que se debruçar e buscar soluções”, declarou.

O Hospital Nossa Senhora da Oliveira é uma entidade filantrópica e têm caráter regional. Foi fundado há mais de 80 anos e é administrado pelas irmãs de São José. Ao todo, acolhe mais de 110 mil pessoas por ano, e são feitos 35 mil atendimentos de emergência, cerca de 3 mil cirurgias e 1.380 partos.

Qualificar a ala SUS significa tornar o espaço uma referência. “É uma das melhores hotelarias SUS do estado. As obras vão ajudar no atendimento do dia a dia. O resultado é um trabalho que envolve todo o corpo técnico, mas vai além disso. O hospital é da comunidade e esta nova ala é uma conquista de todos”, afirmou a Irmã Adelide Conci, responsável pela administração da instituição.

O novo espaço beneficia moradores dos municípios de Vacaria, Campestre da Serra, Esmeralda, Monte Alegre dos Campos, Muitos Capões, Bom Jesus, São José dos Ausentes, Jaquirana e Pinhal da Serra.

Para 2018, estão previstos investimentos estaduais em torno de R$ 550 mil no hospital. A verba foi demandada também via Consulta Popular.

Fonte: Governo do Estado