GPS Rural: inicia mapeamento na comunidade de Faria Lemos, em Bento

Mais de 1400 cadastros já foram realizados
Na noite desta quarta-feira (22), foi apresentado à comunidade de Faria Lemos, o GPS Rural, sistema de georreferenciamento por satélite que funciona de forma offline bastando apenas cadastrar as propriedades rurais. Esse procedimento garante a celeridade na prestação de socorro, salvamento e também o atendimento de ocorrências de furto e roubo na área rural. Cada propriedade rural também recebe uma placa de identificação com um código de cadastramento.
O projeto é uma realização das secretarias de Segurança Pública, Desenvolvimento da Agricultura e Coordenadoria de Tecnologia de Informação e Comunicação (CTEC). O sistema não vai ter custo para o cidadão.
O mapeamento iniciou pelas comunidades de São Valentim e Tuiuty, sendo 1407 propriedades já cadastradas. “Já alcançamos um grande número de propriedades cadastradas e agora partimos para a etapa no distrito de Faria Lemos. Já foram 32 propriedades  neste primeiro dia e seguiremos intensificando os trabalhos”, disse o secretário de Administração e diretor da CTEC, Matheus Barbosa.
O secretário de Segurança, Tenente-coronel Paulo César de Carvalho, comentou sobre o projeto. “O foco deve ser na prevenção, para ampliar a sensação de segurança para estas comunidades rurais. Basicamente é usar a tecnologia para acelerar atendimentos das Guarnições de Serviço tanto da Brigada Militar, como da GCM, os dados não serão acessados fora dos órgãos de segurança”.
A secretária da Saúde, Tatiane Misturini Fiorio, também destacou sobre o programa. “Cada segundo que a gente ganha em um atendimento é importante, então Bento deu mais um passo muito importante com a aplicação do GPS Rural, que fará com que o atendimento seja ainda mais rápido”.
O secretário da Agricultura, Volnei Christófoli, comentou sobre o projeto. “O GPS Rural será uma ferramenta muito importante que vai valorizar as nossas propriedades, agilizando o trabalho das forças de segurança e dar tranquilidade e segurança necessária para o nosso agricultor. É mais um investimento para o nosso interior”.
O subprefeito de Faria Lemos, Luís Carlos De Mari destacou sobre a implantação do programa no distrito. “Já iniciamos os primeiros cadastros, e ressaltamos a importância da ação para nossa comunidade”.
Para o Prefeito Diogo Siqueira “Esse sistema de georreferenciamento faz toda a diferença no atendimento, ainda mais em localidades mais longínquas. Esse projeto é importante para agricultura, segurança pública e saúde”.
Para realização do mapeamento, foi contratada, através de licitação, uma empresa especializada para realizar o serviço de mapeamento via GPS, para atualizar as informações sobre o interior de Bento Gonçalves. Os funcionários estarão devidamente uniformizados e acompanhados de um servidor da Prefeitura. Os dados solicitados são CPF, telefone de contato e número de moradores da propriedade, nenhum dado bancário ou informação pessoal é necessário.
Como irá funcionar 
Ao solicitar o atendimento, que além do 3º Bpat, através da Patrulha Rural engloba o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, o morador só precisa informar o código. A chave será formada pelas iniciais “BG”, de Bento Gonçalves, acrescida de quatro números.
Com o código será possível localizar, por meio de um aplicativo, o endereço exato de onde foi emitido a chamada, acelerando o deslocamento da equipe responsável pela prestação do serviço. Essa identificação será utilizada também pelos serviços do município, como forma de encontrar, com maior rapidez, a família ou propriedade que necessita do atendimento público.
Fonte: Assessoria de Comunicação Social Prefeitura