Garibaldi: 16% dos consumidores têm pelo menos uma dívida ativa

4.757 pessoas estão registradas na base do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC Boa Vista), que a Apeme representa

Dos 28.561 moradores de Garibaldi que têm o CPF ativo na base da Boa Vista Serviços, que administra o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC Boa Vista), 4.757 têm pelo menos um restritivo, ou seja, registro de inadimplência. Isso representa cerca de 16% do total. Os dados são relativos ao início de novembro deste ano.

As estatísticas apontam que os homens estão devendo mais do que as mulheres, enquanto na divisão por idade predominam pessoas entre 25 e 29 anos, seguidas pelas que têm entre 30 e 34 anos. No que diz respeito à Classe Social, a inadimplência é maior na chamada classe C2, seguida pela D – na C2 a renda familiar é maior do que um salário mínimo (R$ 1.045), enquanto na D é maior do que meio salário mínimo (R$ 522,50). Apesar de serem em proporção inferior, também há registros de inadimplência nas classes B1 (renda entre 5 e 10 salários mínimos) e B2 (entre 3 e 5 salários).

Para prevenir

Em Garibaldi, o SCPC Boa Vista é representado pela Associação das Pequenas e Médias Empresas (Apeme), que oferece diversos serviços visando a proteção ao crédito aos seus associados. Através dele, é possível obter informações atualizadas, relatórios precisos e confirmação de dados fundamentais para reduzir a inadimplência, evitar fraudes e oferecer crédito para vendas a prazo com mais segurança. As informações possuem amplitude nacional. Em todo o Brasil, o SCPC Boa Vista realiza mais de 42 milhões de transações de negócios por dia.

“É muito importante que o comerciante aproveite as ferramentas disponíveis, especialmente nesta época de fim de ano em que o movimento costuma aumentar e a inadimplência, infelizmente, também. Afinal, de que adianta vender se não receber?”, questiona o vice-presidente de Comércio da Apeme, Ricardo Pereira Vieceli. “O próprio comerciante pode fazer a consulta de CPF/CNPJ sem precisar sair do seu estabelecimento, de forma fácil, direto no site da Apeme. O valor por consulta ao CPF – em torno de R$ 5 – nem pode ser considerado um custo, mas um investimento na saúde financeira da empresa”, detalha.

SAIBA MAIS

Dados de Garibaldi

Total de CPFs ativos na base do SCPC: 28.561

Total de CPFs ativos com pelo menos um restritivo: 4.757

Inadimplência por classe social

Classe A1 (renda familiar maior que 20 salários mínimos): nenhum registro

Classe A2 (renda familiar maior que 10 salários mínimos): 4 registros

Classe B1 (renda familiar entre 5 e 10 salários mínimos): 61 registros

Classe B2 (renda familiar entre 3 e 5 salários mínimos): 384 registros

Classe C1 (renda familiar maior que 2 salários mínimos): 457 registros

Classe C2 (renda familiar maior que 1 salário mínimo): 2.544 registros

Classe D (renda familiar maior que 1/2 salário mínimo): 1.306 registros

Classe E (renda familiar menor que ½ salário mínimo): 1 registro

Inadimplência por faixa etária

De 18 a 20 anos: 91

De 21 a 24 anos: 486

De 25 a 29 anos: 701

De 30 a 34 anos: 661

De 35 a 39 anos: 609

De 40 a 44 anos: 528

De 45 a 49 anos: 459

De 50 a 54 anos: 368

De 55 a 59 anos: 283

De 60 a 64 anos: 201

De 65 a 77 anos: 275

A partir de 78 anos: 95

Inadimplência por sexo*

Masculino: 2.114

Feminino: 1.978

*Desconsiderados os registros de sexo indeterminado.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da APEME
Foto: Greice Scotton Locatelli