Escola de Prataria resgata tradições na Fundação Casa das Artes em Bento

Além de uma série de oportunidades com oficinas oferecidas para a comunidade de Bento Gonçalves junto a Fundação Casa das Artes, a Escola de Artes Santo Elói já é uma realidade. O espaço foi criado com iniciativa do ex-presidente da Fundação, Darci Poletto, com o intuito de resgatar, promover e manter viva as artes tradicionais da prataria brasileira.

Nesta semana a Rádio Difusora 890 conheceu o espaço, onde o professor artista prateiro Raul Sartor Filho, ministrava um curso intensivo de cinzelado.

“A pessoa que se interessa em fazer o curso, vem para a escola geralmente sem saber nada. Com a quantidade de horas trabalhadas, conseguimos executar uma peça. Na primeira turma, por exemplo, através da prata todo mundo fez um cabo de faca”, contou.

O diretor da escola, Darci Poletto, diz que conseguiu-se iniciar as atividades em julho com o apoio de um patrocinador para equipar o local. Lembrou ainda o apoio do presidente da Fundação e secretário de Cultura, Evandro Soares.

“São peças esculpidas com cinzéis, onde se dá volume. É uma serie de trabalhos que tem de se fazer para se tornar um prateiro de acordo”, comentou Poletto.

Para mais informações sobre a Escola pode ser acessada a página na Rede Social Facebook (https://www.facebook.com/escoladeartessantoeloi/), ou contato no telefone 54-9 9942 6321.

 

Fonte e fotos: Felipe Machado – Central de Jornalismo da Difusora