EMI Primeiros Passos, de Bento, é referência em educação integrativa com alunos estrangeiros

Bento Gonçalves é uma das cidades gaúchas referência em educação de qualidade. As instituições de ensino da rede municipal se destacam com o excelente preparo dos professores e também pela estrutura de qualidade oferecida aos educandos. A Escola Municipal Infantil Primeiros Passos, localizada no Loteamento Tancredo Neves, é um dos exemplos de sucesso. A escola conta com 139 crianças matriculadas, sendo que 62 são de família estrangeira e a maioria de origem haitiana, além de venezuelanos, chilenos e panamenhos. Pensando numa melhor comunicação entre todos, a instituição tem cartazes escritos em francês, além da presença de um supervisor que fala o idioma, orientando os alunos com dificuldades no português.

A diretora da instituição, Andréa Coser Cesca, explica sobre quando iniciou a ideia de aproximar os estrangeiros através de ações integrativas. “Em 2020 assumimos a Direção da EMI Primeiro Passos e a partir da demanda da comunidade escolar, que conta com grande número de estrangeiros, principalmente haitianos, com crianças em idade para frequentar a escola, nós identificamos uma grande necessidade de uma comunicação adequada, pois até 2019 o contato com estas famílias era restrito, o que dificultava a interação entre a escola e a família. Neste mesmo ano que assumimos a direção da escola e em conversa com a Secretaria Municipal de Educação, apontamos a necessidade de ter um profissional na Escola que pudesse fazer a mediação na língua francesa”, explica.

Ainda nas palavras da diretora “é possível observar que as famílias se sentem mais acolhidas, conseguem se comunicar, compreender as orientações e dialogar com a escola de forma precisa.
Os principais diferenciais que oferecemos são o atendimento, acolhimento e diálogo na língua francesa”.

O supervisor escolar Dejair Bento é a pessoa responsável para auxiliar numa melhor comunicação em francês com os alunos estrangeiros. “Poder mediar às interações das famílias estrangeiras com a escola me enche de alegria, pois entendo o quanto é difícil estar em um país diferente, sem falar a língua e precisar de auxílio. Acredito que consegui quebrar essa barreira e ajudá-los a se sentirem pertencentes a comunidade. A grande importância de realizar esse trabalho é a possibilidade de acolher, respeitar e oferecer atendimento e condições para todos estrangeiros e também os não estrangeiros”, diz.

A ideia de acolher e integrar é salientada como algo fundamental para o bem estar em sociedade. “Acrescento que considero de fundamental importância olharmos e nos colocarmos no lugar de qualquer pessoa, que venha por escolha ou necessidade, até nossa cidade e que todos estão buscando o melhor para suas vidas. Muitas vezes por causa de grandes tragédias deixaram seus locais de origem, familiares e vieram tentar a “sorte” aqui. Que tenhamos empatia e compaixão”, salienta.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Bento Gonçalves
Foto: Rodrigo De Marco / Divulgação