Delegacia do Meio Ambiente do Deic investiga crimes contra fauna nativa, através da caça ilegal

A Delegacia do Meio Ambiente (DEMA) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) da Polícia Civil investiga crimes contra a fauna nativa, relacionados principalmente à caça e pesca predatórias, em municípios da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas.

O mais novo passo do trabalho investigativo da equipe da delegada Marina Ver Goltz ocorreu nessa terça-feira, 31, com o cumprimento de quatro mandados judiciais de busca e apreensão em Bento Gonçalves, Muçum e Roca Sales. As ordens judiciais foram realizadas em residências de suspeitos.

Os agentes apreenderam aves silvestres em cativeiro, carne de caça, pescado, petrechos de caça e pesca, armas de fogo, munições, entre outros objetos de origem ilícita. Os proprietários das casas onde materiais ilícitos foram localizados responderão a inquéritos por crimes previstos na lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), bem como Estatuto do Desarmamento.

Conforme a delegada Marina Ver Goltz, a Bacia Hidrográfica do Rio Taquari-Antas é uma importante região para a conservação da fauna, especialmente de mamíferos, aves e peixes, abrigando várias espécies ameaçadas de extinção.
A ação fez parte da operação Ambiente Sustentável, que busca coibir crimes contra o meio ambiente. Houve apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA) e Associação Riograndense de Proteção aos Animais (ARPA).

Fonte: Polícia Civil