Cotiporã supera crise e investe em pavimentações, como a estrada da Bento

Além de ser a principal demanda dos cotiporanenses, pavimentação da Rua Bento Gonçalves é destaque pela sua magnitude e valor, estimado em 12 milhões de reais.

Desde sua emancipação política, a população cotiporanense sonha com a pavimentação asfáltica da estrada Bento Gonçalves, a qual une o município de Cotiporã à cidade de Bento Gonçalves. Desde o ano de 2013, a pavimentação da via foi eleita pela população como a principal demanda para o desenvolvimento de Cotiporã, sendo necessários esforços e muita criatividade para poder dar início a maior obra já realizada no município, a qual estima um investimento total superior a 12 milhões de reais.

Para poder aplicar os recursos captados, estes provenientes dos cofres públicos municipais, emendas parlamentares através do Ministério das Cidades e do PIMES/Badesul, foi necessário urbanizar 5,8 Km da via, transformando-a em Rua Bento Gonçalves (considera-se rua o trajeto até a Comunidade de Nossa Senhora do Rosário).

Atualmente, mais de 3,5 KM já estão pavimentados e mais dois trechos seguem com intensas obras que antecedem a colocação da camada asfáltica, sendo estes os trechos no acesso sul da cidade e entre as Comunidades de São Roque e Nossa Senhora do Rosário.
Para dar continuidade ao desenvolvimento e realização da obra, no último sábado (26) o Prefeito Municipal José Carlos Breda acompanhado de lideranças municipais e comunidade, assinou a ordem de início das obras de mais 3,4 km na estrada Bento Gonçalves, trecho esse que inicia após a Comunidade de Nossa Senhora do Rosário até o acesso da Usina Hidrelétrica 14 de Julho.

Este trecho, que já vem recebendo os trabalhos iniciais para futura pavimentação, está sendo realizado com recursos próprios do município de Cotiporã, emendas parlamentares através do Ministério do Turismo bem como do PIMES/Badesul.

Para o Prefeito José Carlos Breda, planejamento, criatividade e persistência são fundamentais para poder enfrentar os períodos de dificuldade e realizar as obras esperadas pela população: “Os cotiporanenses sonham com essa obra desde sua emancipação em 1982 e é nosso dever, como administradores públicos, encontrar alternativas e trabalhar em benefício do município.”

Além disso, Breda afirma que a Rua Bento Gonçalves já é considerada a melhor opção para transportadoras, caminhoneiros, viajantes e turistas, os quais procuram a Prefeitura de Cotiporã para elogiar e incentivar o desenvolvimento da obra já que o município está executando serviços que o Estado, na situação atual, não consegue. Além disso, a pavimentação da via torna-se um prolongamento da ERS 359 e alternativa da BR 470 entre Veranópolis e região a Bento Gonçalves.

Os trabalhos para pavimentação da via ganham cada vez mais destaque pela sua importância e magnitude, tendo em vista os altos valores investidos e o reconhecido trabalho de gestão desenvolvido no município de Cotiporã, o qual possibilita o desenvolvimento de uma obra desse porte em tempos de crise.

Fonte: Prefeitura de Cotiporã