Conselheiro tutelar é afastado por denúncia de má conduta em Bento

O conselheiro tutelar Ari Pelicioli, foi afastado temporariamente de suas funções depois de uma reunião do colegiado com a corregedoria do Conselho Tutelar de Bento Gonçalves, após denúncias de má conduta no cargo. O afastamento remunerado, tem o prazo de 60 dias até que se instale uma sindicância para apurar os fatos.

O pedido de afastamento partiu do próprio colegiado em reunião com a corregedoria do conselho. Segundo os próprios colegas, Ari Peliciolli estaria “obstruindo os trabalhos do colegiado nas reuniões do conselho com condutas inoportunas, se ausentando de forma injustificada do seu expediente, deixando de atender os chamados do plantão, não providenciando o devido andamento dos prontuários considerados graves, sob sua responsabilidade e articulando vagas em escolas municipais”

Se caso comprovado as infrações previstas na Lei Municipal nº 2.829/1999, artigo nº 33, incisos I, IV, VI e VII, o conselheiro pode perder o cargo. Segundo conselheiro mais votado nas eleições de 2019, com 543 votos, Pelicioli está há menos de dois meses na função. O novo colegiado tomou posse no dia 10 de janeiro de 2020, em cerimônia realizada no Slão Nobre da Prefeitura de Bento.

Fonte: central de Jornalismo Difusora

Foto: Arquivo pessoal