Brigada Militar salva recém-nascido engasgado no Santa Helena, em Bento

Na noite desta sexta-feira, dia 13, por volta das 21h40min, a Sala de Operações da Brigada Militar recebeu uma informação via 190 que uma criança estava se engasgando em uma residência localizada na rua Pedro Koff, bairro Santa Helena, em Bento Gonçalves.
De imediato, uma guarnição do Policiamento Comunitário (POCOM) dirigiu-se com a maior brevidade possível ao local, aproximadamente 3min, chegando no endereço informado, onde Antony de 19 dias estava já roxo e sufocando com o leite.
Um dos policiais militares realizou a Manobra de Heimlich para desobstruir as vias aéreas, momento em que a criança voltou a respirar, em seguida chegou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e conduziu a criança e os pais até o hospital Tacchini para ficar em observação e fazer exames. A criança passa bem e está sã e salva.
Cabe salientar que a família já estava sendo orientada pela Sala de Operações de como proceder, enquanto que três viaturas da Brigada Militar compareceram ao local pela emergência e gravidade da ocorrência.
MANOBRA DE HEIMLICH
A Manobra de Heimlich é um procedimento a ser feito nos casos em que a criança está inconsciente. Ela consiste na compressão abdominal capaz de desobstruir as vias aéreas do bebê pela descompressão do diafragma, órgão responsável por regular a entrada e a saída de ar do corpo humano.
Para saber se a criança perdeu a consciência após um engasgo, se atente aos sintomas: ele não responde com nenhum movimento quando chamado ou tocado, não chora, não se mexe, não tem reação; está com a respiração agonizante; ou está desmaiado.
COMO SALVAR BEBÊ ENGASGADO?
Para isso, rapidamente coloque o bebê de bruços (com a cabeça inclinada para baixo). Dê leves batidinhas nas costas com a palma da mão ou faça uma leve pressão na região dorsal para provocar tosse. Lembre-se que os movimentos precisam ser leves e delicados.
Caso contrário, em situações como essa, você deve ligar imediatamente e solicitar atendimento aos órgãos competentes.
Fonte e foto: Brigada Militar
(KPJ)