Bento registra mais cinco óbitos de pacientes diagnosticados com coronavírus

Foram registrados mais cinco óbitos de pacientes diagnosticados com coronavírus em Bento Gonçalves nas últimas 24 horas, conforme a última atualização do Comitê de Atenção ao Coronavírus, divulgado na tarde desta quarta-feira, dia 29. Com isso o município registra 71 mortes relacionadas a doença desde o início da pandemia.

As vítimas são um homem na faixa etária dos 50 anos que faleceu em casa no dia 28 de julho. Ele foi atendido na UPA no dia 24 de julho com quadro de infecção nas vias aéreas e estava em isolamento domiciliar. Tinha comorbidades. Um Homem na faixa etária dos 90 anos que estava internado na Unidade de Internação do Hospital Tacchini desde o dia 8 de julho. Tinha comorbidades e faleceu no dia 28 de julho.

Um Homem na faixa etária dos 80 anos, estava internado na Unidade de Internação do Hospital Tacchini desde o dia 23 de julho. Tinha comorbidades e faleceu nesta quarta dia 29. Uma Mulher na faixa etária dos 90 anos, estava na Unidade de Internação do Hospital Tacchini, desde o dia 6 de julho. Tinha comorbidades e faleceu nesta quarta.  A útima vítima é um homem na faixa etária dos 70 anos, estava internado na Unidade de Internação do Hospital Tacchini, desde o dia 06 de julho. Tinha comorbidades e faleceu no dia 29 de julho.

Com relação aos casos foram registrados 34 confirmados e 31 casos apresentaram recuperação clínica. Já são 2.159 casos confirmados na cidade, sendo que 1.820 já estão recuperados e 71 foram a óbito, restando um saldo de 268 casos ativos da doença.

Destes, 28 estão internados nas UTIs adulta e pediátrica, 29 estão em isolamento hospitalar e 211 em isolamento domiciliar. Com relação aos casos suspeitos, são três internados na UTI adulta, cinco em isolamento hospitalar Tacchini/UPA e 642 em isolamento domiciliar. Na terça-feira, dia 28 foram realizados 97 atendimentos de pessoas com sintomas respiratórios na UPA 24h.

Fonte: Central de Jornalismo Difusora com informações do Comitê de Atenção ao Coronavírus