Bento Gonçalves se despede do pracinha Francisco Pértile

Foi sepultado no final da tarde desta terça-feira (21) o pracinha da II Guerra Mundial Francisco Pértile, falecido aos 96 anos em Bento Gonçalves. O dia foi marcado por homenagens de amigos e familiares, seja nos atos fúnebres, como também em redes sociais.

O prefeito Guilherme Pasin disse em seu perfil oficial “Nesse dia o Pracinha Francisco Pértile, recebia o convite para ser o grande homenageado da Semana da Pátria. Hoje, ficam as lembranças desse momento, com a notícia do seu falecimento. É um pedaço da nossa história que se apaga. Perdemos nesse dia um herói. Pértile foi um exemplo de sabedoria, superação, ética e coragem. Ficam na memória suas histórias sobre as batalhas, das vezes que o capacete salvou sua vida, do seu orgulho de servir a pátria. Os tiros e explosões são substituídos, hoje, pelo toque do silêncio soado pelo exército. A última homenagem ao nosso pracinha…”

O presidente da Câmara de Vereadores, Moisés Scussel Neto, por meio de sua assessoria de imprensa, também se pronunciou sobre o falecimento de Pértile: “É com pesar que a Câmara Municipal de Bento Gonçalves por meio de seu presidente, vereador Moisés Scussel Neto (PSDB), recebe a notícia da morte do senhor Francisco Pértile, aos 96 anos, no Hospital Tacchini. É um momento de consternação, mas também de reverenciar a bela história, e legado deixado pelo senhor Francisco Pértile, que hoje nos deixa aos 96 anos. Pértile deixa uma história de bravura, de coragem e determinação pela nossa Pátria e também pela nossa Bento Gonçalves, a ele devemos render diversas homenagens”

O comandante do 6º Batalhão de Comunicações, Coronel Lucio Mauro Guerra destaca a importância de Francisco Pértile para a comunidade de Bento. “Estamos todos muito tristes com a perda de um combatente da II Guerra. Esse pracinha fará uma falta imensa. Ele teve uma participação decisiva na Grande Guerra, onde fez jus a várias condecorações por bravura e coragem, entre as quais podemos destacar a Cruz de Combate de 1ª Classe. Na ocasião que lhe concedeu o direito de receber essa honraria, seu pelotão estava sendo atacado por morteiros e neste momento Pértile conseguiu evacuar metade do pelotão, conduzindo vários feridos. Ele voltava ao fronte, salvando várias pessoas. Era uma personalidade carinhosa, carismática. Muitas vezes tive a honra de estar com ele em alguns eventos. Por décadas nos prestigiou com sua presença em formaturas. É uma perda que não tem reparação, ficamos muito tristes”, afirma.

Nascido em 4 de dezembro de 1920, Pértile, iniciou no Serviço Militar em 4 de fevereiro de 1942 e serviu no 5° Regimento de Cavalaria, em Quaraí. Convocado para a Segunda Guerra Mundial, foi transferido para o 11º Regimento de Infantaria, em São João Del Rei, Minas Gerais. Após um período de treinamento, Pértile embarcou para a Europa, participando em diversas batalhas, entre elas, a tomada de Monte Castelo.