Auxílio Emergencial Gaúcho inicia pagamento pelo grupo das mulheres chefes de família

Em vídeo divulgado nas redes sociais neste domingo (9/5), alusivo ao Dia das Mães, o governador Eduardo Leite confirmou que o pagamento do Auxílio Emergencial Gaúcho vai começar pelo grupo das mães chefes de família em situação de vulnerabilidade.

Lei 15.604, que instituiu o auxílio, procura atender os setores mais afetados pelas restrições de circulação impostas pelo coronavírus – alojamento, alimentação e eventos, além do já citado grupo das mulheres. Com isso, serão repassados até R$ 107 milhões na forma de subsídio a cerca de 104,5 mil beneficiários.

Em mapeamento realizado pelos técnicos do governo do RS, foram identificadas 8.161 mulheres beneficiadas. O perfil corresponde a chefes de família que constam no Cadastro Único do governo federal, tem sua família composta por pelo menos cinco pessoas, com renda per capita média de até R$ 89 mensais, três filhos e sem Bolsa Família ou auxílio federal.

As mães que se enquadram nessa situação vão receber parcela única de R$ 800, via ordem de pagamento no Banrisul. A data para início dos pagamentos é 17 de maio. O total estimado é de R$ 6.528.800,00.

Os demais públicos beneficiados estão sendo operacionalizados pelo governo do Estado. Informações sobre cadastro e formas de receber os pagamentos serão divulgadas ao longo deste mês de maio.

Beneficiados pelo Auxílio Emergencial Gaúcho
• 19.458 empresas do Simples Gaúcho
• 58.410 microempreendedores individuais (MEI)
• 18.530 desempregados
• 8.161 famílias em situação de vulnerabilidade (mulheres chefes de família)

• Para mais informações, acesse o site auxilioemergencialgaucho.rs.gov.br

Dia das Mães e uma novidade

Nessa data especial, em que celebramos o amor às mães, o governador Eduardo Leite anuncia uma novidade: o auxílio emergencial para mulheres chefes de família em situação de vulnerabilidade.