Atos de violência movimentam a noite da terça-feira, em Bento

A noite de ontem, terça-feira, dia 21, foi sangrenta, em Bento Gonçalves, como já não acontecia há um bom tempo no município, principalmente após o inicío da Pandemia de Covid-19.

Infelizmente, o crime não marca hora, nem data. E as forças de segurança da cidade precisaram atuar em pelo menos três ocorrências relevantes. Uma delas por volta das 20h, quando Saulo Santos Santana, de 20 anos, foi morto a tiros em um residencial localizado na rua Bramante Mion, no bairro Ouro Verde.

Ele estava próximo de um chafariz, quando foi surpreendido com a aproximação de um veículo (não identificado) de onde foram efetuados os disparos. Santana saiu correndo baleado em direção a um dos blocos mas acabou caindo sem vida em um dos cômodos de um apartamento.

A Brigada Militar foi acionada e uma equipe de socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), atestou o óbito. O local do crime foi isolado até a chegada do Instituto Geral de Perícias (IGP) e da Polícia Civil.

Foi o 18° crime contra a vida registrado em Bento Gonçalves em 2020 e o segundo assassinato em dois dias no município.

Poucos instantes após o homicídio, um outro fato movimentou as forças de segurança. Desta vez, dois homens foram vítimas de disparos de arma de fogo enquanto trafegavam pela Rua Romualdo Basso, no Loteamento Santa Fé, Bairro Universitário.

Eles estavam, juntamente com um terceiro rapaz, num veículo Gol, placas de Bento Gonçalves, que após ser atingido, trafegou em marcha ré pela via, por cerca de 200 metros, até passar pelo passeio público e parar em um matagal, na esquina com a rua João Goulart.

Um dos ocupantes ficou gravemente ferido. Outro, consciente, foi atingido por dois disparos, enquanto o terceiro nada sofreu. A ocorrência foi atendida pela Brigada Militar, Samu e Corpo de Bombeiros.

Mais cedo, por volta das 19h30min, antes mesmo do homicídio no bairro Ouro Verde, um rapaz de 23 anos sofreu uma tentativa de assassinato ao combinar a venda de um celular.

Quando o comprador chegou ao local combinado na rua Dr Casagrande, nas proximidades da Câmara de Vereadores, o vendedor foi atingido com golpes de faca na região do abdômen.

Uma equipe de socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) realizou o socorro e conduziu o indivíduo até o hospital Tacchini para atendimento médico.

Feridos seguem no hospital

Os dois baleados e o jovem esfaqueado seguem sob cuidados médicos no Hospital Tacchini. Dois deles devem receber alta ainda nesta quarta, e um permanece em estado grave na UTI da casa de saúde.

Conforme informações da assessoria de imprensa do hospital, o caso mais grave é de um homem de 25 anos, baleado com um tiro na cabeça. Ele passou por cirurgia no crânio ainda na terça e se encontra internado na UTI. Além dele, um jovem de 18 anos, foi baleado em uma das pernas e na região da nádega. Ele está sob avaliação médica para liberação. Os dois estavam no veículo VW/Gol, que trafegava pela Rua Romualdo Basso, no Loteamento Santa Fé – Bairro Universitario, quando foram atingidos.

Já o jovem esfaqueado na Rua Dr Casagrande, nas proximidades da Câmara de Vereadores também está bem, apenas aguardando avaliação médica para receber alta.

Central de Jornalismo da Rádio Difusora