Artistas plásticos de Bento contam sobre seus trabalhos e história com a arte

Neste sábado (8) comemora-se o Dia do Artista Plástico. A data, celebrada nacionalmente, foi instituída em homenagem ao pintor paulista José Ferraz de Almeida Júnior que na segunda metade do século XIX retratou em sua produção artística temas regionalistas. Em Bento Gonçalves existe um grande número de artistas que se destacam com suas produções voltadas a artes plásticas.

Mauri Menegotto, 55 anos, é um desses artistas que vive quase que exclusivamente de arte. Sua marca está intrínseca em questões da natureza, externado a sensibilidade artística em suas produções.

“Eu trabalho com conceito, a minha arte é destilar formas sem perder a essência. Tenho trabalhos desde torsos, cabeças, peixes e sementes. São coisas que são minhas, principalmente peixes e sementes, que são praticamente a minha assinatura. E vou produzindo com base nessas temáticas. Eu também gosto muito dessas transformações internas, mostrando o que acontece dentro das sementes, como se desse para imaginar o movimento do início da vida de uma semente”, explica.

Ainda nas palavras de Menegotto, a arte é expressada de forma leve e orgânica.

“Eu amo o que eu faço, minha criatividade vem da observação da natureza, gosto muito de observar as sementes, o broto. Eu vivo com várias árvores. Sempre observo quando surge o primeiro broto da parreira, pitangueira, da nogueira, aquele movimento, a vida silenciosa surgindo. A arte para mim é a concepção da beleza. Não é uma profissão, é um estado de espírito, eu faço o que gosto e é a força que nos mantém vivo”, salienta.

A artista plástica Eliane Averbuck, 66 anos, e com mais de 30 anos de carreira, é outro nome de destaque na cidade.

“Eu moro num sítio e neste período de pandemia eu achei a oportunidade de trabalhar bastante, então não senti a pandemia porque não senti vontade de sair. Eu também estou com projeto novo de semi joias, com pedras brutas, preciosas. Esse é um mercado bom para usar da criatividade. Posso dizer que até dezembro tenho bastante trabalho.

Associação dos Artistas Plásticos de Bento Gonçalves

A Associação dos Artistas Plásticos de Bento Gonçalves iniciou suas atividades em 2003, por um pequeno grupo de artistas, com o objetivo de organizar e patrocinar ações e eventos que contribuam para a formação artística de seus integrantes, além da divulgação e comercialização de suas obras. A entidade promove e preserva os valores artísticos locais e, desde 2017, com o apoio da Prefeitura, possui uma Galeria de Arte no segundo piso na Casa do Artesão e do Artista Plástico.

Atualmente, a presidente da AAPLAG é Neiva Valenti Poletto, e conta com 60 associados. Ela conta um pouco sobre sua história com a arte.

“Sempre gostei de arte, desde criança, por isso fiz faculdade de Artes Plásticas. Acredito ter sido uma das pioneiras a fazer exposições de arte aqui em Bento. Como eu dava aula de arte na Escola Agrotécnica, hoje conhecido por Instituto Federal, foi lá que realizei diversas mostras e exposições de artes. Depois fui convidada a ser diretora da Casa das Artes, onde aprendi a lidar e conhecer o mundo dos artistas. Foram muitas exposições, visitas técnicas e intercâmbios artísticos culturais. Acredito ter contribuído um pouco com o mundo das artes na cidade. Até me sinto lisonjeada ouvir outros artistas dizendo que a cidade deveria ser, não só a Capital Brasileira do Vinho, mas a Capital da Arte e Cultura”.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social Prefeitura