AAECO constata crime ambiental no Bairro Imigrante, em Bento

A Associação Ativista Ecológica (AAECO) de Bento Gonçalves recebeu na manhã desta terça-feira, 23, uma denúncia  de que uma estrada havia sido aberta de forma irregular na Rua Natalina Sandrin Zanetti, Bairro Imigrante.

Se deslocando até o referido ponto, os fiscais constataram uma terraplanagem que incidiu em aterramento de várias árvores nativas e também, parcialmente, de uma nascente adjacente ao local.

Segundo o denunciante, que de forma anônima ligou para AAECO, na mesma rua já foi cometido adiante deste local outro aterramento para entrada de uma oficina.

Diante da gravidade dos fatos, segundo o secretário Geral da AAECO, Gilnei Rigotto, além de comunicar aos fiscais da Secretaria do Meio Ambiente, também acionou o Ministério Público, sugerindo a abertura de inquérito civil para apurar as irregularidades e responsabilizar os infratores.

Rigotto explica que sugeriu à Promotoria que se faça o infrator realizar um Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRADE). “Parece que quem realizou o aterramento não está preocupado com punições pois existem diversos moradores em frente ao acontecido e, mesmo assim, o fez de forma escancarada”, comenta Rigotto.

O Secretário Geral da entidade diz que neste caso teria de haver no local uma placa da SMMAM com Licença Prévia para iniciar a obra e nada disso se verificou no local. “É lamentável que isso ocorra. Espero medidas duras tanto da SMAMM como do Ministério Público”, finaliza Rigotto.

 

Fonte e Fotos: AAECO