Vigilância ambiental realiza castrações de cães e gatos em Bento

A prefeitura de Bento Gonçalves, através da Secretaria da Saúde realiza o Programa de Castrações de cães e gatos com o objetivo de controlar a disseminação de doenças, que afetam a qualidade de vida, tanto na população humana quanto animal. Neste ano, até o mês de abril, a Vigilância Ambiental realizou 350 castrações em cães e gatos (machos e fêmeas).

Para que os animais possam ser castrados é preciso realizar um cadastro junto à Secretaria da Saúde, através do telefone (54) 3055-7265, realizado nos meses de janeiro e agosto.

O cadastro é realizado para os cidadãos com renda menor do que dois salários mínimos. Deverá ser fornecido para o cadastro, número de CPF, endereço e telefone. Posteriormente quando for agendada a castração deverão ser fornecidos comprovante de renda, comprovante de residência, RG e CPF.

Os cães recebem um microchip, dispositivo que facilita a identificação do animal ligando-o ao seu proprietário, através do cadastro existente na Secretaria da Saúde.

A responsável pela Vigilância Ambiental, Analiz Zattera, lembra que os cães e gatos dependem da população humana que lhes proporcionam abrigo, alimentação, higiene, controle reprodutivo, vacinação e prevenção de doenças e acidentes e demais cuidados. “Diante desta relação de dependência há uma necessidade do estímulo dos hábitos de posse ou guarda responsável dos animais de estimação. As modificações no ambiente, em função da presença e ações dos seres humanos, elevam a possibilidade de disseminação de doenças o que afeta a qualidade de vida, tanto na população humana quanto animal, o que evidencia a necessidade de reflexões e medidas a serem tomadas neste contexto”, salienta.

Hoje, no Brasil existem mais cães e gatos do que crianças de 0 a 14 anos, “a castração permanece como uma opção viável para prevenção e término de gestações, diminuindo o futuro número de animais a serem abandonados e consequentemente, diminuindo o perigo de transmissão de zoonoses e de geração de agravos para a população”, ressalta Analiz.

A Prefeitura, através do Gabinete da Primeira-Dama, juntamente com o Conselho do Bem Estar Animal realizam ações no Programa Posse Responsável, que visam sensibilizar e mobilizar pessoas para obter a autoconscientização sobre a posse de animais domésticos. Além de levar as escolas da rede municipal o programa como forma de conscientizar sobre o tema, são entregues casinhas de cachorro e/ou gatos às famílias que não têm condições de adquirir.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Foto: Arquivo/ASCOM