Veraneio 2019 deve incrementar as vendas nas cidades litorâneas gaúchas

A temporada de verão que está começando deve ser de grande movimento no litoral gaúcho, especialmente nos meses de janeiro e fevereiro e no início de março, quando acontece o Carnaval em 2019. Por isso, os lojistas devem aproveitar a forte presença dos consumidores para incrementar suas vendas.

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS estima que as vendas do comércio varejista no litoral gaúcho devam crescer de forma vigorosa no veraneio 2019. A expectativa é de um crescimento entre 6% e 8% na comparação com o mesmo período de 2018.

– Nós observamos que os consumidores estão ficando mais otimistas em relação ao futuro. Fatores como a alta do dólar, que desestimula viagens ao exterior e leva mais veranistas ao nosso litoral, além do incentivo à aquisição de bens duráveis causado pelas baixas taxas de remuneração de investimentos, devem contribuir para que os gaúchos estejam mais voltados para o consumo em suas temporadas nas cidades litorâneas – aponta o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

Como costumeiramente acontece, os maiores volumes de consumo devem se concentrar em restaurantes, bares e supermercados, além de lojas com vestuário leve, bijuterias, calçados e produtos farmacêuticos, especialmente cosméticos.

Outro aspecto que o veraneio gaúcho favorece é o crescimento dos indicadores de emprego nas cidades litorâneas. No Litoral Norte (microrregião Osório, que vai de Mostardas a Torres), a expectativa é que entre setembro e janeiro sejam abertas cerca de 6.800 vagas, metade das quais no comércio varejista. Os dados consolidados até outubro mostram o preenchimento de 1.126 destas vagas. Ou seja, até o último levantamento oficial cerca de 5,7 mil empregos temporários ainda estavam para serem preenchidos.

 

Fonte: FCDL-RS