União reconhece situação de emergência para o município de Santa Tereza

Foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, dia 20, o reconhecimento de situação de emergência para o município de Santa Tereza. Estima-se um prejuízo de mais de R$ 800 mil, somente na área da agricultura, sem contar danos em telecomunicações, no abastecimento de água potável, bem como a estradas do interior. Com o pedido atendido, existe a possibilidade do recebimento de recursos do Governo Federal para a recuperação dos prejuízos.

O relatório emitido pela Prefeitura através da Defesa Civil aponta que as chuvas intensas afetou toda a área rural do município, assim como a cidade, causando danos e prejuízos para a população atingida. Estima-se que 1.540 pessoas tenham sido afetadas, de uma população de 1.780 habitantes. Houve danos na área rural com perdas na produção de hortifrúti e citricultura, conforme a Emater. Nas estradas com quedas de barreiras e transbordamentos de valetas e riachos, com comunidades ficando sem acesso à cidade devido às inundações. O ápice da chuva foi dia 8 de junho, em oito horas choveu aproximadamente 100 milímetros.

Naquele dia ainda houve falta de energia, com a queima de três bombas de sucção de água utilizada para abastecimento de água das localidades Linha Graciema Alta, Linha Capanema, Linha José Júlio e Comunidade Sagrado Coração de Jesus. Algumas das famílias ficaram quatro dias sem luz.

Ficaram sem telefone moradores da Graciema Baixa, 130 da Leopoldina, Bento Gonçalves, Dolorata e Pederneira.

Na educação, alunos não puderam ir para as escolas devido não possuir transporte em decorrência dos transtornos.

“Quando se toma esta atitudade foi porque a perda foi muito grande. Todas as estradas foram danificadas. Com isto vamos ter que fazer toda a reestruturação delas. Além de tudo, a gente sofreu bastante com o fornecimento de água potável da população”, comentou o vice-prefeito, Ivonei Chimento.

Além disso, duas indústrias não puderam realizar as atividades sem energiar elétrica, ocasionando prejuízo.

“A gente não sabe se vai conseguir, mas a gente fez o trabalho na busca de recursos. Enquanto isto continuamos com as nossas equipes mobilizadas”, acrescentou.

São 180km de estradas e praticamente todo o trecho foi atingido.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora

Fotos: Divulgação