Três Escolas Estaduais na área da 16ª CRE são desativadas

O ano letivo para a Rede Estadual de Educação na área de abrangência da 16ª CRE (16ª Coordenadoria Regional de Educação) inicia com três escolas a menos. De 77 instituição, com as desativações, o número baixou para 74 nos 25 municípios de abrangência.

Em Bento Gonçalves, a Escola Estadual São Pedro, no distrito de São Pedro, encerrou suas atividades. Havia somente nove alunos para este ano letivo, sendo de séries diferentes. Além disso, não foi encontrada uma pessoa para a direção, que até então era respondida pela própria 16ª CRE.  Assim, aos pais foi ofertada a possibilidade de relocação dos alunos para as escolas Nossa Senhora da Salette e a Escola Municipal de Ensino Fundamental General Rondon.

Em Garibaldi, a Escola Estadual de Ensino Fundamental Dona Geny Vieira Da Cunha estava somente com quatro alunos para 2017, razão da desativação. Assim, a Escola Estadual de Ensino Fundamental Ângelo Beal absorveu.

A terceira cidade foi Nova Bassano, com o fechamento da Escola Estadual Padre José Pandolfi, novamente com poucos alunos, sendo relocados para o Colégio E. Pe. Colbachini.

A coordenadora adjunta da 16ª CRE, Margarete Botega Tomasini, afirmou que “infelizmente a gente nunca gosta de ver uma escola fechar, mas em comunidades pequenas, onde não tem muitas crianças, as famílias tem um número reduzido de filhos, vai acontecendo isto. A Escola vai diminuindo”, contou.

Neste momento de começo de ano letivo a parte burocrática, como acervo das escolas, o aspecto financeiro e até o imóvel, passa a ser oferecido como cessão de uso para as Prefeituras, para não ficar totalmente desativado.

Na área da 16ª CRE, a maioria das Escolas já começou o ano letivo.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora

Foto: Escola São Pedro, em Bento, é desativada