Tacchini retoma 80% dos procedimentos eletivos

Nas últimas três semanas foi possível observar uma diminuição consistente no número de atendimentos nas estruturas do Pronto Socorro e a consequente queda na quantidade de pacientes ocupando os leitos de internação e de UTI no Hospital Tacchini. O cenário tem permitido a retomada gradual dos procedimentos eletivos realizados na instituição.

Atualmente, o hospital trabalha com 80% da sua capacidade normal de atendimento em seu Centro Cirúrgico. Caso o cenário da pandemia permaneça nos mesmos patamares, é possível que nos próximos dias a estrutura alcance o potencial máximo, voltando a agendar inclusive procedimentos estéticos, como cirurgias plásticas.

15 meses de contenção

Desde o surgimento da Covid-19, em março de 2020, as cirurgias eletivas foram afetadas. Nos primeiros meses de pandemia, o hospital entrou em estado de prontidão, definindo uma série de medidas com o intuito de preparar as estruturas para receber pacientes críticos. Entre elas, o cancelamento de algumas cirurgias eletivas, exames e tratamentos ambulatoriais.

Os procedimentos eletivos foram suspensos também durante os três picos de Covid-19, quando o hospital passou a trabalhar acima da capacidade máxima de pacientes críticos que a estrutura comporta, chegando a atender com 160% da ocupação.

Durante esses períodos, as estruturas que estavam sendo utilizadas para realização dessas cirurgias foram adaptadas para receber pacientes de média e alta complexidade até que houvesse condições de encaminhá-los a um leito regular de UTI. Os profissionais da saúde que estavam trabalhando no Centro Cirúrgico também foram temporariamente redirecionados para as áreas consideradas vitais dentro do hospital.

90 dias para normalização

Em função dos 15 meses de redução do volume de procedimentos cirúrgicos, a previsão é de que nos próximos 90 dias o sistema ainda apresente uma demanda maior do que a capacidade de atendimento. Durante esse período, ainda é possível que haja uma necessidade de reagendamento de alguns procedimentos, que serão gerenciados individualmente.

É importante lembrar que alguns procedimentos exigem muito mais da estrutura hospitalar do que simplesmente uma sala no centro cirúrgico. Dependendo da complexidade, algumas cirurgias necessitam de reserva de leitos críticos ou de leitos de internação por alguns dias. Dessa forma, é preciso considerar os diversos aspectos relacionados ao cuidado do paciente para que tudo corra dentro do previsto.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Hospital Tacchini
Foto: Arquivo Tacchini / Divulgação