Sindilojas Regional Bento lança campanha contra a pirataria

Em ato realizado na tarde desta segunda-feira, 25, o Sindilojas Regional Bento – braço da Fecomércio-RS – lançou uma campanha para conscientizar a população dos riscos daquilo que está por trás da informalidade. O foco é impactar as pessoas chamando a atenção de uma forma mais ampla, com o slogan “O reflexo da pirataria é o crime”.

Na sede da entidade, o presidente Daniel Amadio, bem como integrantes da diretoria, representantes do comércio varejista e imprensa, além de entidades parceiras com o Procon e Secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Turismo da Prefeitura, marcaram presença, com a coordenadora Karen Izidro Battaglia, bem como os secretários Silvio Pasin e Rodrigo Parisotto, respectivamente.

“Ao comprar um produto pirateado as pessoas pensam que estão ganhando por gastar menos, mas se esquecem que assim elas estão financiando a pirataria e por consequência, o crime organizado”, destacou Amadio.

Se for analisado o dado em nível de País, os números são expressivos. Somente no ano passado a economia paralela movimentou R$ 1,173 tri, contra R$ 983 bi em 2017. No Rio Grande do Sul não foi diferente. O valor saltou de R$ 52,7 bi para R$ 77,48 bi no mesmo período.

A estimativa em Bento Gonçalves é de R$ 1,02 bi, de julho de 2017 a julho de 2018.

Amadio aproveitou ainda a ocasião para lembrar do Projeto de Lei Estadual aprovado a partir de um trabalho da Federação, que inibe, no Rio Grande do Sul, feiras itinerantes que atuam ilegalmente, inclusive com venda de produtos sem nota fiscal e até, pirateados ou contrabandeados. O PL aguarda sanção do governador Eduardo Leite.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora com informações da Conceitocom Brasil

Fotos: Airton Ferreira