Servidores paralisam atividades e realizam manifesto em frente a prefeitura de Bento

Mais de 200 servidores públicos municipais participaram de ato de protesto e paralisação de atividades em frente a Prefeitura de Bento Gonçalves, durante a tarde desta quarta-feira, dia 10, segundo estimativas do próprio sindicato da categoria o Sindiserp-BG.

A paralisação foi acordada em assembleia dos servidores realizada no último dia 27 de junho, devido a um estudo realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE, que analisou os indicadores de inflação em comparação com os reajustes salariais dos servidores públicos municipais de Bento Gonçalves, e apontou uma defasagem de 2,53%.

Além disso o sindicato da categoria cobra do poder público municipal o pagamento da trimestralidade e é contra a diminuição da alíquota do FAPSBENTO (Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor Público Municipal), de 20% para 14%, proposta pela prefeitura.

A partir de agora, segundo a presidência do sindicato, a categoria espera uma resposta do poder público sobre o assunto e novas paralisações devem ocorrer em caso de negativa. Ainda segundo o Sindiserp, a paralisação não causou prejuízo aos serviços essenciais do município e as escolas que tiveram aulas paralisadas devem retomar as horas perdidas em datas a ser definidas.