Serviços de transporte, armazenagem e correio caem 7,6% em 2016

A retração na demanda, decorrente da crise econômica, fez os serviços de transporte, armazenagem e correio acumularem queda de 7,6% em 2016, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A redução mais expressiva foi observada no transporte terrestre, de 10,4%.

Em seguida, vem o aquaviário, que retraiu 9,5%. Os serviços de armazenagem, auxiliares dos transportes e correio diminuíram 4,9%. O transporte aéreo, por sua vez, expandiu 1,3% no acumulado dos 12 meses. Conforme o IBGE, a retração dos serviços de transporte foi a maior entre os segmentos analisados. “É importante ressaltar a forte dependência do transporte de cargas (rodoviário, ferroviário e dutoviário) em relação ao setor industrial, maior demandante deste serviço, tanto para o consumo de matérias-primas, como para a distribuição da produção. Dessa forma a recuperação dessa atividade vai depender da recuperação do setor industrial”, diz o Instituto.

Os dados estão na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada no dia 15 de fevereiro. De acordo com a pesquisa, o setor de serviços, como um todo, caiu 5% no ano passado. A taxa acumulada da receita ficou em -0,1%.

Fonte: NTC