Seminário de agroindústria familiar é lançado na Expointer

Foi realizado nesta quinta-feira, 31, no espaço da EMATER na Expointer, em Esteio, a solenidade de lançamento do I Seminário Regional de Agroindústria Familiar. O evento acontece no dia 28 de setembro, na Fundação Casa das Artes. Estiveram presentes o secretário e de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Estado, Tarcísio Minetto, o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, o vice-prefeito de Serafina Corrêa, Valdir Bianchet, e a gerente regional da Emater/RS-Ascar em Caxias do Sul, Sandra Dalmina.

Conforme a gerente da Emater Caxias do Sul o evento é gratuito e reunirá cerca de 50 municípios do Rio Grande do Sul. “A atividade será realizada em Bento pela valorização que a administração dá para as agriculturas familiares, hoje 32 são beneficiadas com o programa Estadual e Selo Sabor de Bento”, disse.

Para o Presidente da EMATER/RS, os eventos ressaltam a importância social da agricultura familiar. “Tem que ser um grande produtor, mesmo em uma pequena propriedade. Hoje o agricultor tem de ser antes de tudo um empreendedor”, salienta.

O secretário Minetto lembrou que a atividade se tornou um diferencial para o meio rural. “Além de ser um diferencial, é uma alternativa para manter o jovem no campo. Isso pode ser comprovado ao observarmos o número de jovens que participam do Pavilhão da Agricultura Familiar aqui na Expointer”, afirma.

O Prefeito Guilherme Pasin ressaltou que o Seminário agricultura familiar é um momento de troca de experiência e para demonstrar o que é realizado aqui. “Faço um desafio, que este seja um evento para agregar conhecimento, e para demonstrar o que de melhor é realizado em nossas agroindústrias. Que sejam dias para trocar experiências e descobrir o que há de melhor para o setor”, complementa.

Pasin também comemorou o fato de que a primeira vinícola de Vinho Colonial ser de Bento Gonçalves. A ação integra o Projeto Piloto de Registro do Vinho Colonial. “É a valorização do nosso principal produto, do trabalho do nosso agricultor, que está tendo o merecido reconhecimento. Que essa certificação seja a primeira de muitas. E que Bento, também, se torne a capital do Vinho colonial”, disse.

Na ocasião, também foi lançado o “Dia de Campo Gestão da Propriedade Leiteira”, que acontece em Serafina Corrêa.