Sem patrocínio, PM caxiense, adia mais uma vez sonho de ser campeão mundial de Triathlon

Após chancelar pela 4ª vez a vaga para competir o campeonato mundial de Triathlon e estar entre os melhores atletas do mundo, sem patrocinador, o policial militar, Rafael Vargas Correa de 34 anos, mais uma vez, adia o sonho de ser o grande campeão da Grande Final De Ironman 70.3 de Triathlon.

Só neste ano, em duas das mais desafiadoras provas de triathlon, que inclui corrida, natação e ciclismo por duas vezes o soldado conquistou vaga para competir o mundial que ocorre no mês de setembro na França. Na esperança de conseguir patrocínio para arcar com as despesas de viagem e levar o nome da cidade, do estado e do Brasil para o mundo, o PM insistiu em participar da última seletiva que ocorreu em Fortaleza, onde novamente o triatleta subiu ao pódio, mas sem recurso financeiros, teve que abrir mão da vaga.

Os altos custos com treinos, equipamentos e inscrições em disputas, mais uma vez adiaram a conquista, mas Vargas segue treinando para conseguir a classificação na próxima competição em setembro no Rio de Janeiro e garantir Vaga para o Mundial em 2020 na Nova Zelandia.
Os gastos com a próxima eliminatória, devem girar em R$ 4 mil reais, se classificado para o mundial precisará de um patrocínio de cerca de R$ 15 mil.

Redação/Foto: Jackson Cardoso – CRPO/Serra