Secult e Movimento Negro Raízes de Bento recebem a visita da escritora Emanuelle da Silva

O secretário de Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, e os representantes do Movimento Negro Raízes, Marcus Flavio Dutra Ribeiro e Solana Corrêa, receberam, nesta quarta-feira, 15, a escritora Emanuelle Ferreira Coelho Da Silva, que ganhou o Prêmio Internacional Mulheres de Letras 2020, realizado pela Editora Litere-se, do Rio de Janeiro. O resultado foi divulgado no dia 30 de junho e a antologia integra 102 escritoras de países como Brasil, Portugal, Moçambique, Inglaterra, Irlanda e Japão que visa promover a escrita de novos talentos femininos na Literatura.

Emanuelle, que é estudante do 3º ano da EMEF Alfredo Aveline, escreveu dois contos e duas poesias que retratam temas como sua experiência de vida, as lutas das mulheres de conseguirem ter voz e poderem sair de um sistema de opressão e violências.

Marcus Ribeiro destaca que “é de muita significância, pois ela traz um prêmio internacional para a cidade neste aspecto de representatividade. Com certeza denota-se uma promissora carreira pelo seu posicionamento e de como a escritora evoca sua visão de mundo aliada a sua luta pela causa negra”.

Para Emanuelle o reconhecimento significa “poder falar por gente que ainda não tem sua voz ouvida. Poder falar é poder mostrar que a nossa juventude está se abrindo, se movimentando mais forte e coerente e quer conquistar seu espaço e fazer a diferença. E o bate-papo que tivemos hoje com a Secult e o Movimento Negro Raízes foi muito importante porque temos essa abertura com a esfera municipal e, principalmente, tenha chegado por meio da minha escrita”.

O Secretário expressou a garra e a força da escritora. “Emanuelle Da Silva tem uma voz inspiradora que merece todas as atenções que está tendo. A intensidade manifestada por seus escritos traz uma contundente crítica sob o ponto de vista da mulher negra e sua história social. É uma satisfação muito grande de ter conversado com ela e trocar idéias que auxiliem na representatividade negra no município e na região”.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Jose Martim Estefanon