Secretaria Estadual da Saúde divulga nota sobre paralisação do Samu

Em virtude da paralisação das atividades dos telefonistas e radio-operadores que atendem ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) pelo número 192, desde as 19 horas do dia 13 de agosto, a Secretaria Estadual de Saúde (SES/RS) informa que:

– A tendência é de normalização do serviço. Funcionários da Secretaria foram remanejados para atuar no atendimento aos chamados. Também reforçam a equipe servidores cedidos pela Secretaria de Saúde de Porto Alegre.Neste momento, o serviço está com cerca de 60% de sua capacidade e retomando gradualmente o ritmo normal.

– Não houve até agora nenhum registro de prejuízo à saúde dos pacientes.

– Para garantir a preservação do atendimento à população, nesta manhã (14/08) a Procuradoria-Geral do Estado autorizou a Secretaria a fazer o pagamento direto aos trabalhadores da empresa.

– A greve atinge apenas os telefonistas e operadores de rádio do SAMU, não afetando os socorristas, motoristas e médicos. Os grevistas são funcionários terceirizados da empresa FA Recursos Humanos, contratada pela SES. O Estado vem mantendo em dia os pagamentos à empresa, que não vinha fazendo os repasses aos salários dos seus empregados, o que gerou a insatisfação e a paralisação.

– Somente no mês de julho a Secretaria não efetuou o repasse, justamente porque a empresa não comprovou o pagamento aos seus funcionários.

– A SES informa também que a rescisão do contrato com a FA Recursos Humanos é iminente, tendo em vista a falta de comprometimento da empresa, que possui três contratos com o governo do Estado.

Relembre em Bento:

Fonte: Secretaria Estadual da Saúde

Foto: Arquivo Rádio Difusora