Secretaria de Saúde de Veranópolis organiza grupo de doadores de sangue

doe-sangue-10059

A Secretaria Municipal de Saúde informa que está organizando um grupo para realizar doação de sangue junto ao Hemocentro de Caxias do Sul. Será no próximo sábado, dia 13 de janeiro, e o transporte será disponibilizado pela Secretaria Municipal.

Interessados em doar sangue deverão efetuar sua inscrição junto ao Posto de Saúde Central ou pelo telefone 3441-2217.

POR QUE DOAR

Doar sangue não é apenas um ato de solidariedade, é um ato de vida, um ato de cidadania. A doação é 100% voluntária e pode beneficiar qualquer pessoa, independente de parentesco. Pode ser pai, mãe, irmão, amigo ou até mesmo uma pessoa que você nunca viu na vida. O que temos que pensar é que não importa quem será beneficiado, o importante é que com a sua doação pessoas terão novas oportunidades, novos sonhos, novas chances de recomeçar. Os estoques dos bancos de sangue não podem ficar vazios. Doe sangue regularmente e ajude a quem precisa. Uma só doação que você faz pode beneficiar até quatro vidas. Pensando nisso, todos têm um papel importante quando o assunto é doação regular de sangue.

QUEM PODE DOAR

Critérios para doar:
* Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal)
* Pesar no mínimo 50 kg;
* Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação.
Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;
* Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
Impedimentos temporários:
* Gripe, resfriado e febre: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
* Período gestacional;
* Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
* Amamentação;
* Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
* Tatuagem e/ou piercing nos últimos 6 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação);
* Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
* Comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.
Critérios definitivos de impedimento:
* Ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade;
* Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue:
Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
* Uso de drogas ilícitas injetáveis;
* Malária.