Saiba como escolher e conservar seu peixe para a Semana Santa

O pescado é um alimento saudável, rico em proteínas e sais minerais, aminoácidos e ácidos graxos poli-insaturados (ômega 6 e 3) e constitui uma importante fonte de proteína animal para a população humana. Por ser considerada uma carne magra, seu consumo é recomendado para evitar problemas de saúde e aumentar a longevidade das pessoas.

No entanto, deve-se ter cuidado ao adquirir o pescado, devido à sua alta capacidade de deterioração. A fibra muscular do peixe apresenta uma maior digestibilidade do que a da carne vermelha, e, em contrapartida, é mais fácil de ser atacada por bactérias.

NA HORA DE ADQUIRIR SEU PESCADO FIQUE ATENTO AOS SEGUINTES ASPECTOS:

Pescado Fresco e Resfriado: A refrigeração é uma prática eficaz para a conservação dos alimentos e está baseada na diminuição da temperatura do pescado com o objetivo de evitar ou retardar as reações químico-enzimáticas e retardar o desenvolvimento de microrganismos, retardando a deterioração dos produtos. Quanto antes for realizado o resfriamento maior será o tempo de conservação do produto.

  • O pescado deve possuir a superfície do corpo limpa, com relativo brilho metálico, sem qualquer pigmentação estranha;
  • Os olhos claros devem ser claros, vivos, brilhantes, luzentes, convexos, transparentes, ocupando toda a cavidade orbitária;
  • As brânquias ou guelras devem possuir coloração rósea ou vermelha, úmidas e brilhantes com odor natural, próprio e suave;
  • O abdômen deve estar com forma normal, firme, não deixando impressão duradoura à pressão dos dedos;
  • As escamas devem ser brilhantes, bem aderentes à pele, e nadadeiras apresentando certa resistência aos movimentos provocados;
  • A carne deve ser firme, consistência elástica, da cor própria da espécie;
  • O ânus deve estar fechado e odor deve ser próprio, característico da espécie.
  • No caso de pescados embalados sempre verifique, além da consistência da carne, o tipo do pescado, o estabelecimento de origem, o peso líquido, a data de embalagem, o prazo de validade, a forma de conservação e a informação nutricional.
  • Pescado Congelado: O congelamento é um eficiente meio de manter a qualidade do pescado, porém a data de validade deve ser sempre verificada. O pescado congelado deve ser mantido obrigatoriamente a temperaturas inferiores a -18°C para uma melhor conservação.

No caso de congelamento domiciliar:

  • Nunca congelar novamente um pescado que já foi descongelado. O peixe pode ser congelado novamente se cozido e preparado.
  • O ideal é congelar peixes inteiros sem as vísceras pois a pele é a melhor proteção do peixe.
  • Camarões e lagostas devem ser congelados sem cabeça.
  • Nunca congelar diversas espécies em um mesmo recipiente ou embalagem.
  • Sempre proteger bem o pescado com filme e sacos apropriados de primeiro uso.
  • Não sobrecarregar o freezer durante congelamento.
  • Sempre identificar no seu freezer as embalagens com as informações sobre o produto e a data de congelamento.

Como descongelar o pescado???

Na geladeira: é o método mais recomendado pois diminui a perda de água e garante a manutenção da qualidade do pescado.
No microondas: sempre utilizar a opção “descongelar” do microondas para garantir o descongelamento uniforme.
Atenção: nunca descongelar qualquer pescado em temperatura ambiente, porque não é uniforme e pode gerar perda de qualidade e permitir o crescimento de micróbios.

Pescado Curado/Salgado
A secagem é outro método de conservação do pescado, podendo este ter várias apresentações: pescado salgado seco, pescado seco e pescado desidratado.

Cuidados na compra do pescado seco:

  • Verificar se o produto está armazenado em local limpo, protegido de poeira e insetos.
  • Verificar a ausência de mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas, limosidade superficial, amolecimento e odor desagradável.
  • Atenção: por lei a embalagem de todo pescado embalado deve ter as seguintes informações: tipo do pescado, estabelecimento de origem, peso líquido, data de embalagem, prazo de validade, forma de conservação, informação nutricional.

Cuidados no Armazenamento em Casa

  • Armazene imediatamente os alimentos refrigerados e congelados na geladeira ou freezer e consuma até a data de validade do produto. Uma dica é sempre adquirir o pescado (fresco, refrigerado ou congelado) ao final das compras, isto facilitará a manutenção da qualidade do alimento.
  • Não sobrecarregue a capacidade de sua geladeira! Não cubra as prateleiras da geladeira com panos ou toalhas.

ARMAZENE:
• Nas prateleiras superiores os alimentos preparados e prontos para consumo.
• Nas prateleiras do meio os produtos pré-preparados.
• Nas prateleiras inferiores os alimentos crus.

Além disso, evite o contato de alimentos crus com alimentos cozidos. Lave os utensílios usados no preparo de alimentos crus antes de utilizá-los em alimentos cozidos.

Fonte: Município de Veranópolis