RS recebe 2 mil empresários para estimular negócios entre Brasil e Alemanha

upload-20171108170437upload_20161017100222encontro_ministro

Um dos mais importantes encontros bilaterais entre Brasil e Alemanha ocorre este ano em Porto Alegre. Cerca de 2 mil empresários alemães e brasileiros se reúnem para debater a competitividade do setor produtivo internacional em busca de novos negócios entre os dois países. O 35º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA 2017) tem início neste domingo (12) e se estende até terça-feira (14) na Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).

A promoção do evento em solo gaúcho é uma mobilização do governo do Estado e da Fiergs para incrementar as relações com um forte parceiro comercial. No ano passado, quando esteve em Weimar, na Alemanha, o governador José Ivo Sartori reforçou o convite para que as empresas e instituições germânicas participassem do encontro. O EEBA acontece anualmente de forma alternada, nos anos pares na Alemanha e ímpares no Brasil. As últimas edições foram em Weimar e Joinville.

Durante três dias de programação, os empresários devem estreitar relações, selar parcerias, efetivar negócios e discutir a ampliação de investimentos e novas formas de cooperação. O público-alvo são lideranças empresariais da área industrial e autoridades governamentais, que devem participar de palestras, seminários, visitas técnicas e encontros de negócios.

Entre os temas em discussão, estarão a indústria 4.0; parceria e cooperação em internet das coisas e startup; eficiência energética; infraestrutura e cidades inteligentes. A 35ª edição é uma realização da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Federação das Indústrias da Alemanha (BDI, na sigla em alemão). A Câmara de Comércio Brasil-Alemanha também é parceira no evento.

Parceria intensa

Além de fortes relações culturais e comerciais com o Estado – a Alemanha é o nono destino das exportações gaúchas -, há importantes investimentos de empresas alemãs em andamento no Rio Grande do Sul. Nomes de grande relevância internacional como Fraport, Stihl e SAP, visitadas pelo governador em setembro, vão marcar presença na capital.

Também estão confirmados importantes executivos de multinacionais brasileiras e alemãs, como Volkswagen AG (caminhões), Bosch América Latina, Siemens Brasil e representantes dos patrocinadores Commerzbank, Fraport, Gerdau, Stihl, Ibravin e Wines From Brazil, Bayer e Banco do Brasil.

De acordo com o presidente da Fiergs, Gilberto Porcello Petry, o EEBA 2017 abre novas perspectivas de atração de investimentos. “O Encontro é a tradução de como deve ser o ambiente de negócios: positivo, com oportunidades de contato direto entre empresários, uma agenda para unir trabalho, visão de futuro, ideias para crescer. Rodadas de negócios, mostra de produtos, debates, fóruns, visitas técnicas, integração e atividades culturais e gastronômicas devem corresponder às expectativas dos participantes”, avalia Petry.

Para Sartori, que esteve na Alemanha em três oportunidades (nos anos de 2015, 2016 e 2017), o evento reforça as relações gaúchas com os europeus num momento de intensa presença alemã no estado. “Neste momento, empresas alemãs estão gerando novas oportunidades no RS, que se traduzem em emprego, renda e inovação. Trabalhamos com determinação para que essas relações sejam cada vez mais fortes e de longo prazo, garantindo a competitividade para o estado”, afirmou.