Reforço de fé na 41ª Romaria à Cruz do Salgado e encenação da Paixão de Cristo em Bento

A Sexta-feira Santa da Paixão encerrou com a realização da 41ª Romaria à Cruz do Salgado e encenação da Paixão e Morte de Cristo em Bento Gonçalves. Mais de 6 mil pessoas passaram pelo local e prestigiaram a apresentação.

As atividades iniciaram com a concentração em frente à Escola Anselmo Luigi Picolli, no bairro Cohab, com os peregrinos rumando em direção a Igreja São Pedro Salgado, onde iniciou a encenação que busca refletir o sentido da Páscoa: a vida, paixão e ressurreição de Jesus. Participaram aproximadamente 50 figurantes, entre jovens e adultos da Paróquia Santo Antônio.
História

A história da Romaria ao Morro da Cruz do Salgado está ligada à história da imigração italiana na região de Bento Gonçalves. Os imigrantes chegaram na antiga Cruzinha, depois Colônia de D. Isabel e finalmente Bento Gonçalves a partir de 1875. No ano de 1899 foi cravada a Cruz de madeira, de aproximadamente 4 (quatro) metros de altura, ao lado de um marco que o agrimensor Pedro Salgado identificou como sendo o ponto mais alto de Bento.

Em 1976, Pe. Oscar Bertholdo instituiu a Romaria Motorizada à Cruz do Salgado. Também, a partir desta data foi introduzida a Bênção das ervas medicinais e da Macela (ou marcela), uma vez que na tradição popular esta deve ser colhida antes do nascer do sol da sexta-feira santa. Em 2004, a Paróquia oficializou a Romaria ao Morro da Cruz do Salgado.