Protocolado na Câmara de Bento Requerimento para criação da “CPI das Fake News”

Foi protocolado na tarde desta segunda-feira, dia 13, na Câmara Municipal de Vereadores de Bento Gonçalves, por 14 parlamentares, o Requerimento para criação de uma “CPI das Fake News” (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar a utilização da estrutura funcional do Poder Legislativo para criação e manutenção de usuários falsos em redes sociais e propagação de notícias inverídicas.

A justificativa do pedido baseia-se em documentos e imagens de que o vereador Moacir Camerini (PDT) utilizava-se de seus assessores, remunerados e empregados na época pela Câmara, para utilização destes perfis com o objetivo de disseminar conteúdos injuriosos e difamatórios sobre acontecimentos do Município, bem como de autoridades e até colegas vereadores.

O objetivo é investigar os fatos que atingem a honra e segurança das instituições públicas e seus membros, conforme consta ainda no Requerimento.

Ele está apto a entrar na pauta da Ordem do Dia nas próximas sessões. Apenas os vereadores Agostinho Petroli (MDB) e o próprio Camerini não assinaram.

“Depois que anunciei minha pré-candidatura tem se tornado um inferno. Vamos para o voto, deixa o homem trabalhar”, disse na tribuna Camerini, na sessão desta segunda-feira.

Nesta segunda-feira entraria na pauta a votação de suspensão de 30 dias do vereador do PDT, que em virtude de uma decisão judicial, foi retirada, anulando a atuação da Comissão de Ética da Câmara, que encaminhou a denúncia.

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora