Projeto Tampinha Legal é lançado em Bento Gonçalves

IMG_2195

Na noite da última quarta-feira, dia 22, aconteceu na Cave da Vinícola Aurora o lançamento do projeto Tampinha Legal.  Autoridades, apoiadores da Liga e associados do Sindicato das Indústrias do material Plástico do Vale dos Vinheodos (Simplavi) prestigiaram o evento.

O Tampinha Legal é um projeto que surgiu em 2016 durante o Congresso Brasileiro do Plástico. Da união dos três sindicatos do plástico no RS Sinplast, Simplás e Simplavi, busca apresentar à sociedade o quanto o plástico é uma matéria-prima inovadora e essencial em nosso cotidiano.

Ivânio Ângelo Arioli, presidente do Simplavi destacou a consciência ambiental que ações como essa geram na população “estamos falando aqui de responsabilidade social, e nós precisamos passar essa ideia nas escolas, para as crianças, educar a população de que não existe lixo, existe material que pode ser reciclado. O Brasil está dando um grande passo, a nossa região está bem avançada, então nós temos que aproveitar e cada vez mais difundir isso, assim estaremos cada vez mais protegendo nosso meio ambiente”.

O projeto consiste em estimular a coleta de tampas de plástico junto à comunidade e articular a negociação do material com indústrias recicladoras parceiras. Desta forma, 100% dos recursos obtidos com a venda das tampinhas são revertidos para entidades assistenciais.

O Tampinha Legal é uma realização do CBP, com apoio institucional do Instituto Plastivida e patrocínio da Braskem. Saiba mais em www.facebook.com/tampinhalegal.

Em Bento Gonçalves o projeto é conduzido pelo Simplavi – Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Vale dos Vinhedos e a entidade beneficiada é a Liga de Combate ao Câncer.

A presidente da Liga Maria Lucia Severa agradeceu a entidade “nós estamos muito agradecidos ao Simplavi, ao Congresso Nacional do Plástico, e nos sentimos honradas e agradecidas com esse direcionamento, esse carinho que a Simplavi está tendo com a gente”.

Dessa forma, caso surja alguma dúvida no andamento do projeto elas podem ser esclarecidas pelo telefone (54) 3452-3870 ou pelo e-mail [email protected]