Projeto da UCS vai executar Inventário da Cadeia Vitivinícola

O projeto Inventário do Ciclo de Vida (ICV) da Cadeia Vitivinícola – Uva e Seus Derivados (suco, vinho e espumante), desenvolvido pelo Instituto de Saneamento Ambiental da Universidade de Caxias do Sul (ISAM-UCS), foi um entre dez projetos de todo o país contemplados pelo CNPq com o recebimento de recursos para sua execução. O trabalho visa abastecer o Banco Nacional de Inventários de Ciclo de Vida (SICV Brasil) representativos da economia brasileira.

O projeto do ISAM-UCS, classificado entre mais de 300 concorrentes, tem como objetivo promover o aumento da competitividade, sustentabilidade e inovação da produção vitivinícola, cuja cadeia produtiva regional contribui significativamente para a economia do país. Para a realização, o ISAM está estabelecendo parcerias com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e com a Embrapa Uva e Vinho, que contribuirão com o levantamento de dados junto aos vitivinicultores dos municípios de Flores da Cunha e Bento Gonçalves, consolidados como os maiores produtores de vinho do Rio Grande do Sul e do Brasil.

Como funciona – O inventário é uma etapa da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), técnica normatizada que tem como objetivo avaliar e quantificar os impactos ambientais potenciais ao longo do ciclo de vida de um produto ou serviço – desde a extração de matérias-primas, passando pela produção, distribuição e consumo, até o descarte de resíduos. No procedimento, são quantificados todos os dados de entrada e saída envolvidos direta ou indiretamente nas fases de produção de um bem ou serviço.

A utilização da técnica de Avaliação do Ciclo de Vida auxilia na identificação de oportunidades de melhorias nos aspectos ambientais dos produtos, nas diferentes fases do seu ciclo de vida. As principais qualificações visam à redução de impactos negativos ao meio ambiente e à redução de custos nos processos, servindo de suporte para tomadas de decisão e políticas públicas de produção.

 

Fonte: UCS