Programa Troca-Troca para a safra 2020/2021 beneficia produtor ao conseguir redução de 12,5% nos valores de sementes

O programa Troca-Troca de Sementes tem novidades neste ano. Em um esforço concentrado da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), e após negociação com empresas, o valor das sementes de milho e sorgo teve redução de 12,5% em relação ao ano passado. Além do subsídio de 28% no valor das sementes para os financiamentos.

Com essas ações, a secretaria beneficia o agricultor com um custo menor para a produção e amplia a capacidade de atendimento, um maior volume total de sementes, o que resultará em ampliação na área plantada no Estado com sementes do programa. Outra novidade é a cartilha com orientações técnicas para que cada produtor escolha a semente mais adequada para sua lavoura.

Os pedidos para milho e sorgo da safra 2020/2021, etapas 1 e 2, poderão ser encaminhados pelas entidades no site do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Produtores Rurais (Feaper), respeitando o limite máximo de quatro sacas de milho ou sorgo por agricultor.

“Nesse momento tão difícil, no qual essa grave crise de saúde pública reflete fortemente na economia, conseguimos garantir essa redução significativa nos valores das sementes para nossos produtores rurais através desse esforço coletivo entre o governo e as empresas”, disse o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho.

O período em que o sistema ficará aberto para pedidos de sementes será de 25 de maio a 5 de junho, para a safra, e de 8 a 12 de junho, para a safrinha. Esta é uma das novidades deste ano: os pedidos para a safrinha serão feitos antecipadamente.

A entrega efetiva das sementes mantém o calendário normal, no qual as empresas entregam as sementes da safra nos meses de julho/agosto e da safrinha em novembro/dezembro. Somente o serviço dos pedidos foi antecipado para melhorar a operacionalização do programa.

Valores para a safra 2020/2021 (já aplicados o desconto do subsídio de 28% do Estado):

Milho híbrido convencional:
Valor da saca (sem subsídio do Estado): R$ 140
Valor da saca pago pelo agricultor (com desconto do subsídio de 28% do Estado): R$ 100,80

Milho híbrido transgênico:
Valor da saca (sem subsídio do Estado): R$ 360
Valor da saca pago pelo agricultor (com desconto do subsídio de 28% do Estado): R$ 320,80

Sorgo:
Valor da saca (sem subsídio do Estado): R$ 120,00
Valor da saca pago pelo agricultor (com desconto do subsídio de 28% do Estado): R$ 86,40

O agricultor efetuará o pagamento da semente da safra em 30 de abril de 2021 e da safrinha, em 20 de junho de 2021. A parcela referente à tecnologia transgênica, no caso de milho híbrido transgênico, no valor de R$ 220, deve ser paga pelo agricultor no ato do pedido, antes da entrega da semente.

Serão 10 empresas fornecedoras de sementes com 53 cultivares:
• 21 cultivares de milho híbrido convencional;
• 21 cultivares de milho híbrido transgênico;
• 11 cultivares de sorgo.

Informativo Técnico

O Informativo Técnico, novidade na safra, apresenta a listagem completa das cultivares disponíveis para a safra e safrinha deste ano. O trabalho foi elaborado pelos Departamentos de Agricultura Familiar, Política Agrícola e Pesquisa Agropecuária da Seapdr e da Emater.

Assim, além da listagem com o nome das cultivares, está disponível um conjunto de informações técnicas de cada uma para que o agricultor possa efetuar a escolha mais assertiva para o seu sistema de produção. É fundamental que o agricultor, com o auxílio da assistência técnica, possa definir dentre todas as cultivares de todas as empresas aquela mais correta dentro de seus objetivos produtivos.

A seleção da cultivar certa para as condições climáticas regionais é provavelmente a decisão de manejo mais importante entre todas as que são controladas pelo agricultor. Para escolher uma boa semente, é preciso avaliar algumas características do material que vai ser plantado:

• adaptação: adequada à região de cultivo;
• ciclo: se tem ciclo apropriado para o tempo de produção previsto;
• produtividade e estabilidade;
• tolerância a doenças e pragas;
• qualidade do colmo e da raiz;
• textura e cor do grão.

Na safra 2020/2021, o programa Troca-Troca oferece resumidamente e de fácil consulta as características técnicas de cada cultivar ofertada, sendo mais uma ferramenta para realizar a escolha certa para boa colheita e o agricultor pode contar com a assistência técnica gratuita da Emater.

Clique aqui e acesse mais informação sobre o programa Troca-Troca 2020/2021

Programa Pró-Milho

O Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho (Pró-Milho/RS), lançado por meio de Decreto Estadual nº 55.033, de 6 de fevereiro de 2020, tem como objetivo incentivar, fomentar e coordenar ações que aumentem a produção e a qualidade do milho no Rio Grande do Sul.

Entre as ações mais importantes, está a qualificação do programa Troca-Troca de Sementes de Milho e Sorgo. Busca-se a entrega das sementes aos produtores em tempo hábil para promover a semeadura dentro do período recomendável, bem como disponibilizar um Informativo Técnico contendo informações relevantes das cultivares para que os técnicos, produtores e demais interessados possam fazer consultas e comparar características importantes e necessárias para que cada sistema produtivo possa ser o mais rentável possível.

Mais informações
Divisão de Sistemas Produtivos do Departamento de Agricultura Familiar e Agroindústria
Programa Troca-Troca de Sementes de Milho e Sorgo
Site: www.feaper.rs.gov.br
E-mail: [email protected]
Fone: (51) 3218-3361
Endereço: av. Praia de Belas, 1.768 – 3º andar na sala DSP, Porto Alegre – RS

Fonte: Seadpr