Preso mais um autor de roubo a carro forte em Bento

d2075692-4823-455b-a61a-068b91a25c40

A 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais, da Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul, deflagrou, nesta tarde do dia 09 de abril de 2018, ação policial na cidade de Caxias do Sul, local onde se cumpriu mandado de prisão temporária, referente à investigação decorrente do crime de roubo a carro forte da Empresa Brinks, com uso de explosivos, na cidade de Bento Gonçalves/RS, no dia 06/02/2018.

No dia do fato, foram presos em flagrante na cidade de Monte Belo do Sul, ato contínuo a ação delitiva, três indivíduos que participaram ativamente do crime. Posteriormente, dois outros partícipes foram presos nos dias que sucederam ao roubo.

Nas investigações intercorrentes da Operação Monte Belo restaram reunidos indícios da participação da pessoa de nome V.A.S, de 29 anos, os quais através da prisão temporária se pretende serem conformados na investigação que ainda prossegue. Acredita-se que V.S.A colaborou com a logística para viabilizar a ação delitiva, sendo o mesmo integrante da organização criminosa em tela. No dia de hoje, foi cumprido o mandado de prisão temporária expedido pelo juízo competente contra V.A.S, que possui extenso histórico criminal e foi encaminhado ao sistema penitenciário, seguindo à disposição da Polícia Civil

Segundo os Delegados Joel Henrique Wagner e João Paulo de Abreu, a ação desenvolvida na data de hoje é resultado do extenso trabalho de investigação criminal e de inteligência desenvolvido pelos policiais da Delegacia de Roubos.

Os Delegados destacam que estão sendo realizadas investigações de caráter permanente no sentido de identificar as organizações criminosas que vêm cometendo roubos e furtos com uso de explosivos no Estado. Tais investigações estão embasadas, principalmente, em FORAGIDOS DO SISTEMA PRISIONAL, com experiência no uso de explosivos, bem como naqueles que a eles se unem para integrar tais organizações criminosas que cometem crimes dessa natureza.

Os Delegados ressaltam, ainda, que a Delegacia de Roubos trabalha de maneira incessante no combate a crimes graves envolvendo instituições financeiras e transportes de valores, geralmente com uso de explosivos, pois são crimes violentos e que causam diversas consequências para a sociedade, tendo em vista que as organizações criminosas que atuam em delitos dessa natureza usam fuzis e explosivos, bem como reféns, impedindo a reação por parte das polícias Civil e Militar.

O Diretor de Investigações do DEIC, Del. Sander Cajal, destaca que a OPERAÇÃO MONTE BELO faz parte do planejamento estratégico do DEIC para o ano de 2018, no que tange à repressão de forma qualificada aos delitos praticados contra instituições financeiras, mediante emprego de material explosivo, e outros estabelecimentos comerciais. Ele ainda destaca que, os crimes em questão não só atingem o patrimônio privado das vítimas (bancos), mas também repercutem de forma extremamente negativa no meio social em que são praticados, especialmente, as pequenas cidades do interior gaúcho.