Prefeitura de Bento volta a cobrar Corsan para melhor prestação do serviço no município

Dez dias depois de se reunir com representantes da Corsan de Bento Gonçalves diante de transtornos registrados na cidade, o prefeito Guilherme Pasin teve um novo momento nesta sexta-feira, dia 1º. Recebeu em agenda no gabinete o diretor de Expansão da Companhia, Marcus Vinicius Caberlon. Ele voltou a destacar uma reclamação de moradores por falta de água, buracos em vias públicas e obras que estão sem sinalização.

A Prefeitura cobrou comprometimento, agilidade e melhor qualidade na prestação do serviço.

O IPURB (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano), através da Lei Municipal 3.193, que dispõe sobre a obrigatoriedade na realização de reparos em qualquer dano, causado, por empresas públicas ou privadas, ou pessoas físicas nas vias públicas estará intensificando a fiscalização. A empresa notificada tem o prazo de 72 horas para proceder aos reparos dos danos causados. E as empresas e pessoas que não atenderem a solicitação do Executivo serão autuadas em 100 vezes a URM, e em caso de reincidência, a autuação será de 200 URM.

 

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora com informações da Prefeitura de Bento